sexta-feira, 31 de outubro de 2014

CAMPANHA FOI ENCERRADA NA NOITE DE QUINTA FEIRA...

Na noite de ontem (quinta feira) aconteceu o encerramento da campanha “OPERANDO DEUS QUEM IMPEDIRÁ?”, com a pastora/cantora Juliana Silva, que mais uma vez prendeu a atenção do público presente as dependências da Igreja Vida Nova em cristo, ao final de quase uma hora e meia de culto, as pessoas que ali estiveram presentes saíram satisfeitas com o que viram e ouviram.

Foram três quintas feiras de grandes revelações, no próximo domingo a partir das 19 horas acontecerá mais um culto, desta feita com a SANTA CEIA, na segunda feira o PODEROSO CULTO EM BUSCA DE MILAGRES, o mesmo acontece toda primeira segunda feira de cada mês.

O pastor/presidente Renildo Andrade, ficou muito satisfeito com a campanha e presença dos membros da igreja nos três elos da campanha.

OS BENEFICIOS DA ATENÇÃO – REFLEXÃO...

Narra um psicólogo que um casal trouxe o filho ao seu consultório. Garoto de quatorze anos, cabeludo, foi descrito pelos pais como um terrível problema. Ele já havia fugido de casa inúmeras vezes, só retornando ao lar por interferência policial.

O relacionamento entre pais e filho era muito ruim. A mãe chorosa disse ao psicólogo que não sabia mais o que fazer. Tudo que ela e o marido podiam, davam ao filho. Ele não tinha do que reclamar. Roupas, carro, dinheiro, viagens. E o comportamento não melhorava.

O terapeuta iniciou uma série de sessões com o adolescente. Depois de algum tempo, conquistou a sua confiança e o jovem contou o seu drama emocional:

Meus pais não ligam para mim. Dão coisas para mim, até o que nem quero. Mas, nunca fazemos alguma coisa juntos. Quando tento falar com meu pai, ele nem me olha. Muito menos me escuta. Já vai perguntando se eu quero mais dinheiro. Minha mãe vive a me criticar o cabelo, o brinco na orelha, mas nunca me ouve.

Estava descoberto o problema. A causa da rebeldia do garoto chamava-se rejeição. Os pais lhe davam coisas materiais mas não se doavam a ele, em momento algum.

Psiquiatras, psicólogos, educadores e religiosos já se posicionaram, oportunamente, dizendo que a melhor atitude pessoal para ajudar alguém em dificuldade, e em especial a juventude, é o domínio da arte de prestar atenção. O que quer dizer, se interessar pela pessoa.

Ouvir como quem deseja mesmo se inteirar do problema. Observar atitudes que estejam a dizer: olhem para mim.

Isso porque toda criatura humana sente necessidade de ser ouvida. A ausência dessa atenção causa muitos problemas psicológicos a crianças, jovens e adultos.

Em verdade, a criança manhosa que fica puxando a saia da mãe ou o braço do pai, o adolescente revoltado, o desordeiro, até um determinado ponto estão gritando: eu quero a atenção de vocês.

E quem de nós não pode ceder alguns minutos para ouvir? Quando Anne Sullivan encontrou a menina Helen Keller, cega, surda e muda, ela parecia em seus seis anos de idade um animal selvagem. Fechada em seu mundo, sem conseguir ser entendida, quando não faziam aquilo que ela queria, dava beliscões, pontapés, mordidas.

Anne Sullivan realizou o milagre dando-lhe atenção. Atenção apoiada em afeição, motivada pelo interesse.

Anos mais tarde, Helen Keller escrevia em suas memórias: “senti passos que se aproximavam. Estirei a mão, e alguém a pegou, fui levantada e segura pelos braços daquela que, vindo para me revelar todas as coisas, viera, acima de tudo, para me querer bem.

Registrem na memória essa relíquia de pensamento: a moeda de ouro da atenção – aprendam a dá-la graciosa e alegremente, que os dividendos hão de voltar, derramando-se em vocês.”

                                         ***

Todos os seres humanos têm necessidade de segurança na jornada carnal, cheia de percalços.

Os pais, os educadores, os adultos em geral são modelos para a criança, que os amará, copiando suas atitudes ou os detestará, também incorporando inconscientemente sua maneira de ser.

O carinho na infância, o amor e a ternura, ao lado do respeito à criança são fundamentais para uma vida saudável.

Não esqueçamos que os seres humanos que compõem a nossa sociedade, com seus diversos comportamentos, são a resultante da educação na família e do seu nível de consciência individual.


"A maior caridade que podemos fazer pela Doutrina Espírita é a sua divulgação."

Chico Xavier & Emmanuel.

FRASES E MENSAGENS...

                  

                              Caio Fernando Abreu - Frases e Mensagens.

"Oro a Deus não pedindo cargas mais leves, e sim ombros mais fortes. E tenho repetido que no que depender de mim, me recuso a ser infeliz. As coisas vão dar certo. Vai ter amor, vai ter fé, vai ter paz – se não tiver, a gente inventa."

"Você tem alguma receita pra gente mudar de vida? E pra tomar decisões? E para mudar de personalidade? E para flagrar-se? E para pagar o karma em suaves prestações? E pra desorientação aguda, você tem? Se tiver, me passa que eu preciso."

“Eu te amo. Mesmo negando. Mesmo deixando você ir. Mesmo não te pedindo pra ficar. Mesmo não olhando mais nos teus olhos. Mesmo não ouvindo a tua voz. Mesmo não fazendo mais parte dos teus dias. Mesmo estando longe, eu te amo. E amo mesmo. Mesmo não sabendo amar.”

"Não quero lembrar. Faz mal lembrar das coisas que se foram e não voltam. Agora já passou. Não sinto raiva, não sinto nada. Sinto saudade, de vez em quando. Quando penso que podia ter sido diferente."

"Mas não te procuro mais, nem corro atrás. Deixo-te livre para sentir minha falta, se é que faço falta… Tens meu número, na verdade, meu coração, então se sentir vontade de falar comigo ou me ver, me procura você."

"Amor não tem garantia mas tem devolução. Pode começar do nada, pode acabar de repente, pode não ter fim. Mas tem sempre o meio. O amor é isso que você está vendo: Hoje beija, amanhã não beija, depois de amanhã é domingo e segunda-feira ninguém sabe o que será."

“Se não fosse amor, não haveriam planos, nem vontades, nem ciúmes, nem coração magoado. Se não fosse amor, não haveria desejo, nem o medo da solidão. Se não fosse amor, não haveria saudade, nem o meu pensamento o tempo todo em você. Se não fosse amor, eu já teria desistido de nós.”

“Hoje eu queria um abraço daqueles que te sufoca de tão apertado e te protege de tudo”

”Sim, afligia muito querer e não ter. Ou não querer e ter. Ou não querer e não ter. Ou querer e ter. Ou qualquer outra enfim dessas combinações entre os quereres e os teres de cada um, afligia tanto.”

"Ultimamente não estou esperando coisas boas, e nem ruins, de nada e nem de ninguém. Por mim, tanto faz, cansei de criar falsas expectativas."

"Correr atrás de alguém que só foge é cansativo e perda de tempo. Por isso permaneço aqui, no mesmo lugar em que sempre estive. Quem sabe não me surpreendo com um abraço por trás.. Você sabe onde me encontrar."

"E nessa estrada quero achar gente doce, límpida, verdadeira e disposta. Quero topar com luz, desapego e paz."

"Chorei três horas, depois dormi dois dias. Parece incrível ainda estar vivo quando já não se acredita em mais nada. Olhar, quando já não se acredita no que se vê. E não sentir dor nem medo porque atingiram seu limite. E não ter nada além deste amplo vazio que poderei preencher como quiser ou deixá-lo assim, sozinho em si mesmo, completo, total."

"Eu constantemente sinto saudade das coisas que perco, mas não as quero de volta. Já doeu uma vez.

"E decidi me poupar mais. Tem sido difícil. E não sei se há recompensa. Talvez, quem sabe, me sentir melhor comigo mesmo. Um I-Ching me aconselha a “limitação”: um lago não deve querer transbordar de seus limites.”

"Eu prefiro viver com a incerteza de poder ter dado certo, que com a certeza de ter acabado em dor..."

"Então, numa gestalt, também estamos conversados.
Ninguém enche o saco de ninguém,
você me deixa em paz, eu te deixo em paz – certo?
Fica combinado assim: se não te atrapalho,
você me dá licença de ser assim do jeito que sou?"

"O impulso para amar, para encontrar e conhecer e mergulhar no outro, é o que nos traz para perto da vida. E é por isso que quando se está de braços abertos, se está dando as costas para a morte. Ou deixando, calmamente, tão calmamente quanto possível, que ela venha a seu tempo — porque fatalmente virá."

"Eu quis tanto ser a tua paz, quis tanto que você fosse o meu encontro. Quis tanto dar, tanto receber. Quis precisar, sem exigências. E sem solicitações, aceitar o que me era dado. Sem ir além, compreende? Não queria pedir mais do que você tinha, assim como eu não daria mais do que dispunha, por limitação humana. Mas o que tinha, era seu."

"Chegue bem perto de mim. Me olhe, me toque, me diga qualquer coisa. Ou não diga nada, mas chegue mais perto. Não seja idiota, não deixe isso se perder, virar poeira, virar nada. Daqui há pouco você vai crescer e achar tudo isso ridículo. Antes que tudo se perca, enquanto ainda posso dizer sim, por favor, chegue mais perto."

"Alguma coisa em mim-e pode-se chamar isso de “amadurecimento” ou “encaretamento” ou até mesmo “desilusão” ou “emburrecimento” - simplesmente andou, entendeu? Desisti de achar que o príncipe vai achar o sapatinho (ou sapatão) que perdi nas escadarias. Não sinto mais impulsos amorosos."

"Vou ser feliz, sem me importar com o que isso irá causar aos outros… o importante é que não estou fazendo mal a ninguém, pelo contrário! Estou apenas enterrando as impurezas e toxinas da minha vida e deixando brotar uma bela e frutífera árvore, e que seja doce. "

"Bom, feliz talvez ainda não. Mas tenho assim... aquela coisa... como era mesmo o nome? Aquela coisa antiga, que fazia a gente esperar que tudo desse certo, sabe qual?
— Esperança? Não me diga que você está com esperança!
— Estou, estou."

"Hoje vou viver pra esperança, pra coisas bonitas e sorrisos largos. Mesmo que tudo dê pra trás. Hoje vou andar de mãos dadas com meu anjo da guarda."

"Muita coisa que ontem parecia importante ou significativa amanhã virará pó no filtro da memória. Mas o sorriso (...) ah, esse resistirá a todas as ciladas do tempo."

"Guardo o meu amor por dentro. É precioso. Pensar nele faz com que eu tenha vontade de cuidar de mim mesmo, então é bom. Guardando, guardando, feito joia. Precioso, delicado. As coisas vão dar certo. Vai ter amor, vai ter fé, vai ter paz – se não tiver, a gente inventa."

"Anota aí para seu futuro menina: desapegar das pessoas, se importar menos, não se abalar por nada nem ninguém, correr atrás daquilo que faça seu coração vibrar, ficar perto de quem te quer bem, correr atrás dos seus sonhos, se amar mais, esquecer tudo aquilo que te faça mal. Anota aí: cair na real"

"Por razões que desconheço, nossas aproximações foram sempre pela metade. Interrompidas. Um passo para a frente e cem para trás. Retrocessos. Descaminhos. E me pergunto se, quem sabe um dia, na hora certa, nosso encontro pode acontecer inteiro."

"Oro a Deus não pedindo cargas mais leves, e sim ombros mais fortes. E tenho repetido que no que depender de mim, me recuso a ser infeliz. As coisas vão dar certo. Vai ter amor, vai ter fé, vai ter paz – se não tiver, a gente inventa."

"A maior caridade que podemos fazer pela Doutrina Espírita é a sua divulgação."

Chico Xavier & Emmanuel.

5 DICAS ANTES DE FAZER A MAMOGRAFIA...

FONTE: TRIBUNA DA BAHIA.
Estudo publicado no Breast Cancer Research demonstrou a importância de não incluir apenas as mulheres com histórico de câncer de mama na família, mas também aquelas que têm mamas densas no grupo de risco. Afinal, esse é considerado um fator de risco significativo que deveria ser acompanhado de perto como forma de prevenção da doença.
No Reino Unido, o número de pacientes diagnosticadas com câncer de mama está numa escalada e deve aumentar até 2030 – em parte por causa do aumento da expectativa de vida das pacientes, em parte por causa do sedentarismo, da obesidade, do consumo elevado de álcool e até mesmo pelo fato de as mulheres adiarem a maternidade para depois dos 40 anos. 
Acrescentar informações sobre a densidade mamária resulta em melhor modelo de prevenção. Afinal, mulheres com mamas densas têm até cinco vezes mais chances de desenvolver câncer de mama em relação àquelas com baixa densidade mamária.
De acordo com a radiologista Vivian Schivartche, especialista em diagnóstico da mama do Centro de Diagnósticos Brasil (CDB), em São Paulo, mamas densas – principalmente nos níveis três e quatro – podem dificultar a interpretação das imagens.
“Na imagem mamográfica, o tecido denso aparece em branco, enquanto a gordura é caracterizada pelas áreas escuras. Como os tumores também aparecem em branco nessas imagens, é mais difícil diferenciar o que é tecido altamente denso de um tumor. Os avanços da mamografia nos últimos anos, quando passou de um simples exame em filme para um exame digital e, mais recentemente, para um exame em três dimensões (tomossíntese), caminham na direção de aumentar a detecção de tumores cada vez menores. Ao lado disso, a ultrassonografia também auxilia a encontrar alterações no meio do tecido denso”. 
Outro ponto que gera dúvidas de interpretação são as calcificações. Elas fazem parte de muitos processos da mama. Algumas são malignas, outras não. Por isso, muitas vezes é necessário realizar imagens adicionais na mamografia ou ainda uma biópsia para chegar a um diagnóstico definitivo.
“A mamografia tomográfica, também chamada de mamografia 3D ou tomossíntese, costuma aumentar em até 30% a detecção do câncer de mama, já que permite enxergar o tumor numa fase muito precoce e em mamas densas e heterogêneas. Porém, em situações especiais, em pacientes de alto risco, ou quando persistirem dúvidas, esses outros exames devem ser realizados, como a ultrassonografia e a ressonância magnética”.
A especialista diz que as nuances que deixam dúvidas nos resultados da mamografia fazem com que as pacientes algumas vezes sejam chamadas para repetir o exame. Mas não é preciso sofrer por antecipação. Entre 5% e 15% das pacientes costumam receber uma chamada para imagens adicionais. Não significa que têm câncer de mama, mas que por algum motivo as imagens não estão bem claras.
Estudos apontam que pacientes entre 40 e 49 anos têm 30% de chance de ter um resultado falso-positivo num período de dez anos – ou seja, serem chamadas para fazer imagens adicionais sem ter câncer.
Vivian Schivartche revela cinco boas dicas para quem vai fazer mamografia:
1. “Se a paciente puder optar pela mamografia digital em detrimento da convencional, é melhor. Mas vale ressaltar que hoje em dia já é possível realizar a tomossíntese – ou mamografia 3D – em muitas cidades do Brasil, aumentando ainda mais o percentual de diagnóstico precoce”.
2. “Observe a reação do seu corpo durante o ciclo menstrual, evitando agendar a mamografia naqueles dias em que as mamas estão mais sensíveis e doloridas”.
3. “Se puder escolher a clínica onde será realizada a mamografia, dê preferência àquelas que investem em novas tecnologias, já que os mamógrafos vêm sendo modificados para tornar o exame mais rápido e menos incômodo às pacientes. Outro ponto importante é a clínica contar com um radiologista especializado em imagem da mama para orientar a realização do exame”.
4. “Durante o exame, procure seguir a orientação do profissional que está no comando, evitando movimentos que possam comprometer o resultado final. Tenha em mente de que se trata de um exame rápido, realizado somente uma vez ao ano, e que pode salvar a sua vida”.

5. “Não se apavore se for chamada para uma repetição. Ao contrário, procure agendar o quanto antes esse novo exame e procure relaxar, permitindo a compressão necessária para a melhor imagem possível. Oito em cada dez nódulos encontrados não têm nada a ver com câncer”.

ENTENDA O QUE É A FEBRE CHIKUNGUNYA, DOENÇA 'PRIMA' DA DENGUE...

FONTE: Do UOL, em São Paulo (noticias.uol.com.br).

Casos da febre chikungunya, doença causada pela picada dos mosquitos do gênero Aedes, sendo o Aedes Aegypti (transmissor da dengue) e o Aedes Albopictus os principais vetores, já passam de 800 no Brasil neste ano, com números elevados a cada semana. 

Pelo menos 828 casos foram registrados no país até 25 de outubro. Do total, 789 são de casos autóctones (dentro do mesmo território), concentrados no Amapá, Bahia e Minas Gerais.

Outros 39 casos são importados de pessoas que viajaram para países com transmissão da doença, como República Dominicana, Haiti, Venezuela, Ilhas do Caribe e Guiana Francesa, segundo o Ministério da Saúde.

Dos casos autóctones, 330 foram registrados no município de Oiapoque (AP), 371 em Feira de Santana (BA), 82 em Riachão do Jacuípe (BA), dois em Salvador (BA), um em Alagoinhas (BA), um em Cachoeira (BA), um em Amélia Rodrigues/BA e um em Matozinhos (MG).

De acordo com a OMS, até 2004 o vírus havia sido identificado em 19 países. Porém, a partir do final de 2013, foi registrada transmissão autóctone em vários países do Caribe Em março de 2014, na República Dominicana e Haiti, sendo que, até então, só África e Ásia tinham circulação do vírus.

Entenda o que é a doença, como é transmitida e quem corre mais risco de contrai-la.

Saiba mais sobre a chikungunya.
  • O que é chikungunya?
É uma doença infecciosa febril, causada pelo vírus Chikungunya, que pode ser transmitida pelos mosquitos Aedes aegypti e Aedes albopictus.
  • Quais são os sintomas?
Febre acima de 39ºC, dores nas articulações, na cabeça e nos músculos e manchas vermelhas na pele que costumam durar de três a 10 dias. Os sintomas surgem entre dois a dez dias após a picada do inseto.
  • Uma pessoa doente pode infectar outra saudável?
Não existe transmissão entre pessoas. A única forma de infecção é pela picada dos mosquitos.
  • Quem se infecta com o vírus fica imune?
Sim. Quem apresentar a infecção fica imune o resto da vida.
  • Ficarei doente se for picado por um mosquito infectado?
Não necessariamente. Em média, 30% das pessoas infectadas não apresentam os sintomas clássicos da doença.
  • Como o vírus é transmitido?
Pela picada da fêmea de mosquitos infectados: o Aedes aegypti, que vive em área urbana e tropical; e o Aedes albopictus, presente em áreas rurais.
  • Posso ter chikungunya e dengue ao mesmo tempo?
Sim, se tiver contato com os mosquitos portadores de ambos os vírus.
  • Existem grupos de maior risco?
O vírus pode afetar pessoas de qualquer idade ou sexo, mas os sintomas tendem a ser mais intensos em crianças, idosos e pessoas com doenças crônicas.
  • Como se identifica um caso suspeito?
Quem tiver febre de início súbito acima de 38,5ºC e dor articular ou artrite intensa e que tenham viajado recentemente às áreas onde o vírus circula.
  • Qual a área de circulação do vírus?

O vírus circula em alguns países da África e da Ásia, do Caribe e, recentemente, chegou à América do Sul. O primeiro caso registrado no Brasil foi em setembro de 2014. 

BAHIA TERÁ 16 FERIADOS EM 2015; VEJA EM QUAIS DIAS CAIRÃO E PROGRAME-SE...

FONTE: CORREIO DA BAHIA.
O primeiro feriado do ano acontece em uma quinta-feira.
Se em 2014 a maioria dos feriados caíram nos fins de semana, fato que frustrou os planos de muita gente, em 2015 a coisa vai ser diferente. Apenas dois dos 16 feriados gerais que estão programados para o ano que vem irão cair no domingo. 
O primeiro feriado do ano, o 1º de janeiro, da Confraternização Universal, acontece em uma quinta-feira, já no final da semana útil, o que para alguns pode ser transformado em um feriado prolongado. O mesmo acontece com o Corpus Christi, no dia 4 de junho; com a Independência da Bahia, no dia 2 de julho; com o Natal, que acontece no dia 25 de dezembro, uma sexta-feira; além da já tradicional sexta-feira da paixão, no dia 3 de abril; no dia do Trabalho, em 1º de maio, também na sexta e nos dias 7 de setembro, Independência do Brasil; 12 de outubro, feriado de Nossa Senhora Aparecida e 2 de novembro, feriado de Finados. Estes três últimos acontecem numa segunda-feira; confira a lista abaixo.
01 de janeiro de 2015: Confraternização Universal (quinta-feira);
17 de fevereiro de 2015: Carnaval (terça-feira);
18 de fevereiro de 2015: Quarta-feira de cinzas (quarta-feira);
3 de abril de 2015: Sexta-feira da Paixão (sexta-feira);
5 de abril de 2015: Páscoa (Domingo);
21 de abril de 2015: Tiradentes (terça-feira);
01 de maio de 2015: Dia do Trabalho (sexta-feira);
4 de junho de 2015: Corpus Christi (quinta-feira);
24 de junho de 2015: São João (quarta-feira);
2 de julho de 2015: Independência da Bahia (quinta-feira);
7 de setembro de 2015: Independência do Brasil (segunda-feira);
12 de outubro de 2015: Nossa Senhora Aparecida (segunda-feira);
2 de novembro de 2015: Finados (segunda-feira);
15 de novembro de 2015: Proclamação da República (domingo);
8 de dezembro de 2015: Nossa Senhora Conceição da Praia (terça-feira);

25 de dezembro de 2015: Natal (sexta-feira).

GENÉTICA EXPLICA REAÇÃO DIFERENTE AO VÍRUS EBOLA...

FONTE: ***, (noticias.uol.com.br).
Indivíduos infectados com o vírus ebola reagem à doença de diferentes maneiras. A explicação para essa variabilidade pode estar nas diferenças genéticas entre os pacientes, de acordo com um novo estudo realizado nos Estados Unidos e publicado na quinta-feira, 30, na revista Science.

Ao serem infectados pelo vírus, alguns pacientes resistem à doença, outros se recuperam depois de reações moderadas ou severas, enquanto os demais sucumbem por hemorragia, choque e falência múltipla dos órgãos. Estudos anteriores já mostravam que as diferenças entre as reações não estavam ligadas a mudanças específicas no vírus.

A partir de um inédito modelo de camundongo criado para estudar a doença, a nova pesquisa apontou que os fatores genéticos de cada paciente são os principais determinantes da severidade da doença.

De acordo com uma das autoras, Angela Rasmussen, da Universidade de Washington, o novo modelo de camundongo auxiliará no desenvolvimento de terapias e vacinas contra o ebola. "Até agora, era inviável estudar o ebola em camundongos - e isso atrasou as pesquisas. Com o uso desse novo modelo, cientistas terão como encontrar marcadores genéticos, estudar como os sintomas aparecem e avaliar a ação de drogas."

Os modelos de camundongos que existiam, segundo ela, não se prestavam ao estudo da infecção em humanos, porque os animais infectados morriam sem apresentar os principais sintomas da doença. Obtido com o cruzamento de cinco linhagens de camundongos de laboratório e três linhagens selvagens, o modelo foi originalmente concebido para estudar os locais do genoma associados à severidade da gripe comum. "Ao serem infectados com uma forma do vírus ebola específica de camundongos, eles apresentaram, como os humanos, diferentes reações à infecção - alguns foram mais suscetíveis, outros mais resistentes."

Segundo ela, todos os camundongos apresentaram perda de peso nos primeiros dias após a infecção. Alguns deles, 19%, ficaram imunes, reverteram a perda de peso em duas semanas e não apresentaram modificações no fígado. Outros 11% se mostraram parcialmente resistentes à doença - e menos da metade deles morreu. O maior grupo, de 70%, teve mortalidade acima de 50%.

No último grupo, 19% dos animais tiveram inflamações hepáticas, sem outros sintomas, enquanto 34% registraram atraso na coagulação do sangue - uma marca típica da doença em humanos -, além de hemorragias internas, baço inchado e modificações no fígado.

Mecanismos.

"Há uma clara correlação entre essas diferentes reações à infecção, as variações nas taxas de mortalidade e alguns genes específicos encontrados nos camundongos. Além disso, a frequência das diferentes manifestações da doença entre os camundongos foi similar às proporções encontradas entre humanos neste surto de ebola." Segundo a pesquisadora, o novo modelo poderá ser usado para compreender os mecanismos de replicação do vírus.

*** As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.


*** Fábio de Castro.

ÁLCOOL E CIGARRO CAUSAM CÂNCER BUCAL...

FONTE: Noemi Flores, TRIBUNA DA BAHIA.


Álcool e cigarro são fatores de risco para o câncer de boca, segundo especialistas. A estimativa é que este ano no Brasil atinja cerca de 15 mil de casos, sendo diagnosticados mais homens, ou sejam 11.280 de câncer de cavidade oral em homens e 4.010 em mulheres.
Este é um dos assuntos ligados à saúde bucal da população que estão sendo discutido no Centro de Convenções durante o XVII Congresso InternacionaI de Odontologia na Bahia (Cioba), que tem como tema: “As especialidades se encontram aqui”.
O evento começou ontem e encerra-se no próximo sábado (1º de novembro).
O cirurgião-dentista Antonio Falcão, participante do congresso, alerta a população, principalmente quem ingere muito álcool e fuma cigarro constantemente, para qualquer alteração bucal procurar um especialista.
 “Uma ferida bucal que não cicatriza durante 14 dias pode ser um câncer”, adverte, ao mesmo tempo destaca que “todo câncer é curável desde que diagnosticado precocemente”.
Carcinomas de células escamosas são a maioria dos cânceres de boca e garganta, também chamados de carcinomas espinocelulares ou ainda carcinomas epidermoides. As células escamosas são achatadas, e normalmente revestem a cavidade bucal e a garganta.
Os cânceres das glândulas salivares menores podem se desenvolver nas glândulas encontradas logo abaixo do revestimento da boca e da garganta. De acordo com especialistas, há vários tipos de cânceres das glândulas salivares menores.
Falcão enfatiza que as pessoas não podem se descuidar porque uma vez presente o tumor pode evoluir. “Todos os cuidados nesta área devem ser seguidos pelo paciente”, disse, complementando que “quem não fuma e não bebe o que chamamos atenção são os fatores de risco que a boca está sujeita”, destacou.
Por exemplo: uma pessoa que costuma ingerir sopa ou outro alimento muito  quentes e, logo após beber algo bem gelada isto pode causar “ um desequilíbrio por esta variação brusca de temperatura”, alertou o cirurgião.

Em relação aos números de casos de câncer bucal no estado, o dentista disse que é muito difícil se saber com exatidão porque “a Bahia não foi diagnosticada  por causa do descuido público. Não temos um hospital, diferentes de outros estados do Nordeste como Pernambuco, Ceará e Paraíba que propiciam os cuidados necessários à população”, lamentou.

GARRAFÕES DE ÁGUA TERÃO DE SER VENDIDOS COM SELO DA SEFAZ...

FONTE: CORREIO DA BAHIA (redacao@correio24horas.com.br).
A medida, segundo a Sefaz, é para garantir a procedência da água e para combater concorrência desleal e a sonegação de impostos no setor.
A partir deste sábado (1º), todos os garrafões de 20 livros de água mineral terão que ser vendidos ao consumidor com um lacre da Secretaria da Fazenda do Estado (Sefaz). Caso a secretaria flagre algum garrafão irregular, a multa é de R$ 90. A medida, segundo a Sefaz, é para garantir a procedência da água e para combater concorrência desleal e a sonegação de impostos no setor.
A obrigatoriedade do selo estava em vigor desde o início de outubro para as empresas envasadoras, que já foram alvo de operações especiais de fiscalização ao longo do mês. A Sefaz realizará em novembro operações especiais para fiscalizar o cumprimento da obrigação.
Consumidores que quiserem podem conferir a autenticidade do selo acessando o ícone "SELO FISCAL - AUTENTICIDADE" www.sefaz.ba.gov.br e digitar o número de série do produto, informado em cada selo.
Caso encontre alguma irregularidade, o cidadão pode denunciar através do 0800 0710071 ou do 71 3118-1555 (ligações de celular da Região Metropolitana de Salvador). Existe ainda a opção de fazer a denúncia via WhatsApp, pelo 9990-0071, que fica disponível 24 horas, ou pelo próprio site da Sefaz-Ba.

MAIS ESCOLARIZADAS, MULHERES RECEBEM 68% DA RENDA DOS HOMENS...

FONTE: Agência Brasil, TRIBUNA DA BAHIA.

             

Com índices de escolaridade superiores aos dos homens, as mulheres brasileiras continuam atrás quando analisados o rendimento e a inserção no mercado de trabalho, divulgou hoje (31) o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), na pesquisa Estatísticas de Gênero, uma análise dos resultados do Censo Demográfico 2010.
Além de terem menor taxa de analfabetismo, de 9,1% contra 9,8% dos homens, as mulheres chegam mais ao nível superior, com uma taxa de 15,1% de frequência na população de 18 a 24 anos, enquanto os homens somam 11,3%. Também no ensino médio, as mulheres estão mais presentes na idade escolar certa, de 15 a 17 anos, com 52,2% de frequência, contra 42,4% dos homens.
Outro indicador que aponta maior escolarização feminina é a taxa de abandono escolar precoce, que contabiliza os jovens de 18 a 24 anos que não concluíram o ensino médio nem estavam estudando. Esse percentual chega a 31,9% entre as mulheres e 41,1% para os homens.
Apesar desse cenário, o rendimento mensal médio das mulheres equivalia a 68% do masculino, em 2010. Para a coordenadora de População e Indicadores Sociais do IBGE, Bárbara Cobo, a delegação de tarefas às mulheres prejudica a igualdade no emprego e na renda: "por motivos que vão além das políticas educacionais e de mercado de trabalho, você não vê essa maior escolarização das mulheres sendo refletida em inserção no mercado de trabalho. Um dos principais motivos é a questão da maternidade. A mulher ainda enfrenta a questão da dupla jornada e, muitas vezes, os cuidados com pessoas da família e serviços domésticos ainda estão substancialmente a cargo delas", analisa.
Bárbara destaca que mulheres e homens têm salários parecidos no início da carreira, mas as diferenças se agravam ao longo da vida: "o desempenho dela depende da escolarização, mas também depende de políticas públicas que permitam que tenha onde deixar as crianças para trabalhar e da legislação trabalhista. Essa parte também pesa a partir do momento que as licenças maternidade e paternidade são muito diferenciadas. Em cargos de direção, você vê nitidamente a diferença de acesso entre homens e mulheres", disse a pesquisadora.
Em números absolutos, a pesquisa mostrou rendimento médio para os homens de R$ 1.587, contra R$ 1.074 das mulheres. Em 2000, a desigualdade era ainda maior, com mulheres recebendo 65% do rendimento médio dos homens. Essa melhora, no entanto, não se deu em todas as partes do país, já que, no Norte e Nordeste, a taxa caiu de 71% e 72% para 69% e 68%k, respectivamente. Os homens do Sudeste eram o grupo com maior renda, em 2010, com R$ 1.847, enquanto as mulheres do Nordeste tinham a menor, de R$ 716.
Segundo a pesquisa, Cuiabá é a capital em que a renda feminina chega mais perto da masculina, com 80%, enquanto em Curitiba a proporção fica em 63%. Entre 2000 e 2010, apenas Porto Velho e João Pessoa tiveram aumento da desigualdade de renda, com queda de 72% para 67%, na cidade nortista, e 71% para 69% na nordestina.
A taxa de atividade das mulheres com mais de 16 anos, que indica o percentual das que estão trabalhando ou procurando trabalho, cresceu entre 2000 e 2010 de 50,1% para 54,6%, enquanto a dos homens caiu de 79,7% para 75,7%. Quando analisada a formalização desse trabalho, a pesquisa mostra que os homens tiveram um crescimento maior no emprego com carteira assinada em relação as mulheres. Em 2000, 50% dos homens e 51,3% das mulheres tinham emprego formal, valores que aumentaram para 59,2% e 57,9% em 2010, respectivamente.
Entre as mulheres ocupadas, 19,2% têm nível superior, enquanto os homens somam 11,5%. Na outra ponta, 45,5% dos homens que trabalham não têm instrução ou declaram ter o ensino fundamental incompleto, taxa que é de 34,8% entre as mulheres.

Outra conclusão da pesquisa é que as mulheres são maioria em áreas de formação com menor remuneração. A presença delas é maior nas áreas de educação (83%) e humanidades e artes (74,2%), as duas com menor renda média: de R$ 1.810,50 e R$ 2.223,90, respectivamente. Já na área de engenharia, produção e construção, que tem rendimento médio de R$ 5.565,10 segundo o Censo 2010, elas são apenas 21,9% das pessoas formadas. A segunda área mais bem remunerada, agricultura e veterinária, com R$ 4.310,60 de renda salarial, tem a segunda menor presença feminina (27,4%).

ULTRAPASSAR PELO ACOSTAMENTO CUSTARÁ R$ 957 E RACHA DARÁ ATÉ 10 ANOS DE PRISÃO...

FONTE:, CORREIO DA BAHIA.
Das 11 alterações feitas pelo Congresso e sancionadas pela presidente Dilma Rousseff neste ano, seis se referem à mudança no valor das multas.
Entra em vigor neste sábado, 01, o aperto mais significativo da legislação brasileira de trânsito desde a adoção da lei seca, em 2008. Quem for flagrado disputando racha terá de pagar R$ 1.915,40. Se as disputas deixarem mortos ou feridos, a punição poderá chegar a 10 anos de prisão. Já para ultrapassagem em local proibido ou pelo acostamento, o valor passa a ser de R$ 957,70; e, em caso de reincidência, os valores serão dobrados.
Das 11 alterações feitas pelo Congresso e sancionadas pela presidente Dilma Rousseff neste ano, seis se referem à mudança no valor das multas - quatro delas envolvendo ultrapassagens perigosas pelo acostamento, entre veículos, invadindo outro sentido ou pela direita. Essas infrações respondem por 11% (359.431) das mais de 3 milhões de multas aplicadas em 2013 pela Polícia Rodoviária Federal em todo o País.
Para se ter ideia, a cada hora 41 pessoas são flagradas em uma dessas situações nas rodovias federais do País, conforme a Polícia Rodoviária. Somente em São Paulo, houve 91.825 notificações do gênero em estradas estaduais, entre janeiro e setembro deste ano. Tudo indica que o número está em crescimento: foram 97.961 no ano passado - 11 por hora. “A ultrapassagem em local proibido é responsável em grande parte pelos acidentes frontais mais graves que resultam em vítimas”, disse o tenente André Matielo, do Comando de Policiamento Rodoviário da Polícia Militar de São Paulo.

Dados do Mapa da Violência de 2014 apontam que mais de 46 mil pessoas morreram em decorrência de acidentes nas estradas do Brasil, registrados em 2012. O número é 38,3% maior do que há dez anos. O oficial da PM concorda com a tendência de a penalidade financeira ser ampliada. “O que mais pesa para o condutor é o bolso, sem dúvida nenhuma.” Para o coordenador do Núcleo de Estudos em Segurança no Trânsito da USP, Coca Ferraz, os valores das multas precisavam ser atualizados, e a medida terá efeito na quantidade de acidentes registrados. “Com esse tipo de multa, certamente vamos inibir a infração, que leva aos acidentes graves.”
Racha.
Houve alteração ainda nas multas para quem se envolver em racha ou promover disputas, passando de R$ 547,62 e R$ 957,70, respectivamente, para de R$ 1.915,40. O valor ainda dobra em caso de reincidências.
Em caso de lesão corporal grave durante essa infração, passa-se a prever reclusão de 3 a 6 anos; em caso de morte, a punição mínima será de 5 anos e a máxima, de 10 anos. Ferraz, da USP, relatou ter estudado a relação entre multas e a quantidade de mortes em acidentes. Para ele, quanto maior a fiscalização, menor o número de vítimas. “Existe relação direta”, disse.

Lei seca.
Há ainda na nova legislação um complemento à lei seca. A jurisprudência nos tribunais já permitia a condenação de quem fosse flagrado dirigindo sob efeito de álcool com pena de 6 meses a 3 anos. Mas a forma de comprovação passa a incluir agora, textualmente, exames toxicológicos. Anteriormente, a lei já havia sido alterada para permitir o uso de testemunhos e vídeos.

MEGA-SENA ACUMULA E PODE PAGAR PRÊMIO DE R$ 7 MILHÕES...

FONTE: TRIBUNA DA BAHIA.
Ninguém levou o prêmio de R$ 3.197.419,78 da Mega-Sena pelo concurso número 1648, sorteado na noite da quarta-feira (29) pela Caixa Econômica Federal. Por esse motivo, o valor acumulou para R$ 7 milhões, válido para o próximo sorteio, marcado para sábado (1).

Os números sorteados foram 15, 16, 18, 20, 22 e 48. Noventa e oito pessoas acertaram a quina, no valor de R$ 17.711,66. Na quadra, 5.545 apostadores levaram prêmio no valor de R$ 447,18. A arrecadação total do prêmio foi de R$ 29.647.770,00, de acordo com a Caixa

PROFESSORA FORÇA MENINA COM DOENÇA RARA A TIRAR PERUCA ROSA PARA 'NÃO INCITAR OUTRAS CRIANÇAS'...

FONTE: CORREIO DA BAHIA.
Menina de 11 anos sofre de doença rara que faz com que perca os cabelos e que seu corpo cresça 8 vezes mais rápido que o normal.
Uma menina de 11 anos com alopécia (doença que causa perda de pelos ou cabelos) foi obrigada a tirar a peruca rosa que usava na escola porque, segundo sua professora, podia encorajar outras crianças a tingirem seus cabelos. Ashanti Elliott-Smith sofre, ainda, de uma doença rara, que faz com que seu corpo cresça 8 vezes mais rápido que o normal, o que a fará viver até pelo menos os 15 anos.
Ashanti foi ordenada a retirar a peruca, em uma escola da Inglaterra, com sua professora dizendo que "não fazia frio na escola" e que, por isso, deveria tirá-la. A garota se sentiu tão humilhada que não quis a peruca de volta depois.
"Ela ficou arrasada quando pediram para tirar. Seu coraçãozinho ficou despedaçado. Isso é nojento. A peruca é brilhante, mas ela deveria ter o direito de ter qualquer cor de cabelo que quiser. Ela estava tão orgulhosa de seu cabelo, mas isso a deprimiu agora", disse Phoebe, mãe da menina.
Phoebe afirma que quando chegou à escola três professores elogiaram a garota, dizendo que ela estava "linda e glamourosa". "Mas assim que virei as costas, eles disseram para que ela tirasse. Foi tão constrangedor para ela. Foi a primeira vez que usou a peruca e ela não quis voltar à escola".

A peruca foi doada por amigos, pois a família de Ashanti não tinha dinheiro suficiente para comprar uma peruca com cabelo de verdade.
A diretora da escola disse em um comunicado que "foi decidido que Ashanti usará a peruca em casa, mas não na escola, porque não faz frio na escola e ela nunca quis usar perucas antes. Nós trabalhamos de perto com a mãe de Ashanti para assegurar seus desejos e a sua filha é tratada como todas as outras crianças que cuidamos".

A diretora afirma, ainda, que Ashanti tem permissão de usar peruca, desde que tenha uma cor natural, ou um chapéu em dias frios.

JOVENS OUVEM MÚSICA ACIMA DO VOLUME SEGURO, AFIRMA PROTESTE...

FONTE: Bruno Bocchini - Repórter da Agência Brasil, TRIBUNA DA BAHIA.

Os jovens estão ouvindo música com fones de ouvido, a partir de dispositivos móveis, em volumes bem acima do que é considerado seguro, como mostra estudo da Associação Brasileira de Defesa do Consumidor (Proteste) e da Sociedade Brasileira de Otologia (SBO).
Divulgado na quinta-feira (30.10), o estudo revela que os alunos pesquisados ouvem música a 92 decibéis (dB) em média, com picos até 109 dB. Uma furadeira pneumática, por exemplo, emite sons entre 100 dB e 105 dB. Uma avenida movimentada tem, em média, ruído de 85 dB.
“É urgente que sejam definidos limites de volume para os dispositivos móveis, e que os pais ou responsáveis conversem com as crianças e jovens para destacar os riscos de perdas auditivas provocadas pelo som alto”, destacou Maria Inês Dolci, coordenadora institucional da Proteste.
O levantamento analisou um grupo de 68 alunos dos Colégio Marista Arquidiocesano e do Colégio Dante Alighieri, na capital paulista. Os estudantes, que participaram espontaneamente da pesquisa, têm de 11 a 18 anos.
Do total, 21 alunos afirmaram que ouvem música de duas a quatro horas diárias, tempo considerado excessivo para uso dos fones.
De acordo com o presidente da SBO e diretor do Departamento de Otorrinolaringologia da Santa Casa de São Paulo, o médico Paulo Roberto Lazarini, o descuido dos jovens com a saúde auditiva é mais norma do que exceção no Brasil.
“As pessoas só vão ao otorrino quando estão com infecções, dores de ouvido ou perdas auditivas graves. Também costumam ver televisão e ouvir música em volumes muito elevados, o que, em algum momento de suas vidas, causará problemas sérios à audição”, destacou.

Os resultados do levantamento foram enviados às autoridades do Ministério da Educação e das secretarias de Educação de São Paulo e do Rio de Janeiro.

HOSPITAL DE BRASÍLIA ISOLA TRÊS RECÉM-NASCIDOS COM SUPERBACTÉRIA...

FONTE: Agência Brasil, CORREIO DA BAHIA.
Bebês estavam com a bactéria KPC, mas não desenvolveram infecções.
A Secretaria de Saúde do Distrito Federal (SES-DF) isolou ontem (30) três recém-nascidos que estavam internados na UTI neonatal do Hospital Materno Infantil de Brasília. A medida foi tomada depois da descoberta de que os bebês estavam com a bactéria KPC, conhecida como superbactéria. Os bebês não desenvolveram infecções e passam bem.

Segundo a secretaria de Saúde, a descoberta foi feita em uma vistoria de rotina, antes que a bactéria se propagasse. Os bebês estão isolados para segurança dos demais pacientes e monitorados o tempo todo. De acordo com a assessoria de imprensa da secretaria, a UTI não foi interditada.

A superbactéria é resistente à maior parte dos tratamentos disponíveis. Segundo o Ministério da Saúde, o primeiro registro de KPC no Brasil foi em 2005. A transmissão ocorre por meio do contato direto, como tocar a pessoa contaminada, ou indireto, por meio do uso de um objeto comum.

CHINA TRANSFORMA ÓLEO DE COZINHA EM COMBUSTÍVEL PARA AVIÕES...

FONTE: CicloVivo, TRIBUNA DA BAHIA.

          
Uma ação em conjunta entre a empresa norte-americana Boeing e a chinesa Commercial Aircraft Corf of China (Comac) pretende levar à grande escala o uso de óleo de cozinha para abastecer aeronaves. De acordo com os pesquisadores, com a central recém–inaugurada na China, seria possível fabricar 1,8 bilhão de litros de biocombustível somente no país oriental todos os anos.
Em comunicado oficial, o presidente da Boeing China, Ian Thomas, explicou que o trabalho em equipe tem auxiliado a indústria a progredir sobre os desafios ambientais que “nenhuma empresa ou país pode resolver sozinho”. Ele ainda acrescentou que a parceria permitiu que fossem encontradas opções inovadoras para que a indústria de aviação construa um futuro sustentável, começando pela China.
As empresas ainda contam com uma tecnologia desenvolvida pela Hangzhou Energia e Tecnologia em Engenharia, que é responsável pela limpeza do óleo usado, para que sejam retirados todos os contaminantes e eles sejam transformados em combustível. O sistema permite o tratamento de 650 litros do óleo residual por dia. Assim sendo, os testes analisam a viabilidade em termos de volume e investimento da proposta.

O biocombustível produzido de maneira sustentável possibilita a redução das emissões de carbono em até 80%, se comparado a todo o ciclo de fabricação dos combustíveis tradicionais usados atualmente em aviões. Por isso, os especialistas enxergam nesta opção uma saída eficiente para que a China e outras nações muito poluidoras alcancem as metas de redução nas emissões de gases de efeito estufa.