sábado, 30 de janeiro de 2016

ROTINA DE UMA GRÁVIDA DE QUÍNTUPLOS: 6 MIL CALORIAS POR DIA, ENJOO E DORES...

FONTE: iG São Paulo, TRIBUNA DA BAHIA.

Kim Tucci, se surpreendeu com uma gravidez natural de quíntuplos e conta seu dia a dia em uma página no Facebook.

A australiana Kim Tucci, de 26 anos, já era mãe de duas meninas e estava tentando ter um menino. Kim conseguiu engravidar pela terceira vez, mas ao realizar os exames, descobriu que não eram um nem dois bebês, mas cinco.
Isso mesmo, Kim está esperando quatro meninas e um menino e documenta a rotina em sua página no Facebook "Surprised by Five", ou "Surpreendida por Cinco", em tradução livre.
Segundo o jornal britânico "Daily Mail," Kim tem de ingerir seis mil calorias por dia - o triplo do indicado para uma pessoa que não está grávida. "Estou lutando para comer, e forçar a me alimentar me deixa com refluxo por horas", escreveu ela em sua página.
Além de sua dieta super calórica, a australiana vive cotidianamente com enjoos, dores nas costas e tem que ir ao banheiro cerca de 12 vezes por noite.
"É difícil aceitar que minha vida vai mudar para sempre e que minha pequena família vai se tornar bem grande de uma só vez", conta. Mas apesar de todas as dificuldades que está enfrentando, Kim admite que está valendo a pena e os cinco bebês estão saudáveis.
A australiana está na 29ª semana de gestação. 

MORRE BEBÊ DE BRASILEIRA QUE FOI JOGADA PELA JANELA NA ESPANHA...

FONTE: CORREIO DA BAHIA (redacao@correio24horas.com.br).


Polícia investiga se criança foi vítima de abuso sexual.
Uma menina de 1 ano, filha de brasileira, morreu depois de ser jogada pela janela em Vitória, na Espanha. De acordo com o jornal El País, a mãe da criança, Gabriela Oliveira, 18 anos, surpreendeu Daniel Montano, 30 anos, abusando da criança.
Houve uma briga entre os dois e o suspeito atirou a menina pela janela e agrediu a mãe na última segunda-feira (25). Ele teria um relacionamento com Gabriela. Preso logo depois, Daniel negou tudo. 
A criança foi atirada do primeiro andar do prédio. Ela sofreu traumatismo craniencefálico grave e politraumatismos na queda, morrendo em consequência dos ferimentos múltiplos nesta quarta-feira na Unidade de Terapia Intensiva de um hospital de Barakaldo, na região do País Basco. Gabriela continua internada. 
Uma prima de Gabriela, Daniela Barros, disse ao Extra que a família está toda abalada com o que aconteceu. Ela diz que a mãe da menina e o acusado se conheciam, mas nunca tinham passado a noite juntos. "Ainda não conversamos sobre isso porque o foco agora é a Gabi ficar boa, mas lógico que queremos justiça", diz. Gabriela, segundo ela, foi agredida com um pedaço de vidro.

O corpo de Alicia foi sepultado na Espanha na sexta-feira (29). A tragédia chocou o país e o ministro da Saúde, Alfonso Alonso, ex-prefeito de Vitoria, comentou o caso. "Muito triste com a morte de Alicia, a menina que foi jogada pela janela em Vitoria. A violência não tem cabimento em nossa sociedade", escreveu no Twitter.

ESTUDO: CASAIS QUE USAM MÉTODOS CONTRACEPTIVOS FAZEM MAIS SEXO...

FONTE: iG São Paulo, TRIBUNA DA BAHIA.

Quando perguntadas se haviam tido relações sexuais recentemente, mais mulheres que fazem contracepção responderam de maneira afirmativa.

Pesquisa americana entrevistou mais de 210 mil mulheres casadas e comprometidas e concluiu que a maioria das que usam algum método contraceptivo tinham feito sexo recentemente.

O estudo perguntou às mulheres se elas usavam algum método contraceptivo e se tinham feito sexo nas últimas quatro semanas.
Entre as mulheres que usavam métodos contraceptivos, 90% disseram ter feito sexo ao menos uma vez no período. Já entre aquelas que não usavam nada para evitar a gravidez, 72% afirmaram ter tido relação sexual no último mês.
"Nós queremos que as mulheres tenham vidas sexuais melhores, mais saudáveis e seguras separando o sexo de gravidez e fertilidade. Contracepção faz isso", disse Suzanne Bell, principal autora da pesquisa, ao site britânico "Independent".

Bell ainda conta que há vários motivos que levam as mulheres a não usar métodos contraceptivos: além da falta de acesso ou conhecimento, algumas usavam métodos naturais ou alegaram não se preocupar com o risco de uma gravidez porque, mesmo em um relacionamento, não faziam sexo frequentemente.

AMAMENTAR SALVA VIDA DE BEBÊ E MÃE DE TODAS AS RENDAS, DIZ ESTUDO...

FONTE:, Lígia Formenti, Em São Paulo, (noticias.uol.com.br).

A velha ideia de que aleitamento materno traria efeito protetor apenas para crianças de famílias de classe econômica menos privilegiada foi sepultada de vez por uma série de estudos sobre o tema, coordenada pelo professor da Universidade Federal de Pelotas Cesar Victora e publicada na revista Lancet.

O trabalho, o maior já realizado sobre o tema e que teve como base a revisão de 1.300 estudos, demonstra que amamentar salva vidas de crianças, mulheres de todas as faixas sociais, e, de quebra, ajuda a economia de países, qualquer que seja o nível de desenvolvimento.

O efeito protetor não se dá apenas na primeira fase da vida. O aleitamento materno tem uma ação importante para a inteligência das crianças, previne a obesidade, sem falar no impacto positivo na saúde das mães
Cesar Victora

Dados reunidos de 153 países mostram, por exemplo, que mulheres que amamentam por períodos mais longos têm redução de 30% no risco de desenvolver câncer de ovário. Os efeitos protetores para câncer de mama também impressionam: cada dois anos de amamentação podem reduzir o risco da forma invasiva da doença em 6%.

Pelas contas dos pesquisadores, o aumento das taxas de aleitamento pode evitar por ano 800 mil mortes de crianças e de cerca de 20 mil mulheres.

Cesar Victora

Os estudos indicam que o leite produzido pela mãe vai se adaptando às necessidades da criança, ao longo do tempo. "Ele é uma espécie de medicamento feito sob medida: com nutrientes, com elementos protetores contra infecções, para flora intestinal do bebê. Quando o bebê é prematuro, o leite produzido pela mãe tem uma composição específica, totalmente diferente, por exemplo, do que é produzido meses mais tarde", completa.

O impacto positivo da amamentação sobre a inteligência do bebê já havia sido demonstrada por uma pesquisa anterior, também coordenada por Victora e pela equipe da Universidade Federal de Pelotas. Os dados mostram que crianças alimentadas com leite materno por mais tempo tiveram um aumento médio de 3 pontos no QI - algo que pode melhorar o desempenho escolar e, em consequência, a renda.

De acordo com um dos trabalhos que compõem a série agora publicada, a ausência da amamentação materna e seus consequentes estragos na capacidade cognitiva podem provocar perdas para economia calculadas em US$ 302 bilhões anuais, o equivalente a 0,49% do rendimento bruto mundial. Um das conclusões do trabalho é que para alcançar esses ganhos, há necessidade de se reforçar políticas que garantam o aleitamento materno.

A meta proposta é que todas as crianças sejam amamentadas exclusivamente por leite materno até seis meses. Embora o compromisso tenha sido firmado na década de 90, ele está longe de ser alcançado.

Autores do trabalho reforçam a necessidade de se colocar em prática uma série de ações: disseminar informações sobre benefícios do aleitamento, desenvolver ações que incentivem a prática, como ampliação do período de licenças maternidade, a criação de salas de aleitamento em ambientes de trabalho e a previsão de pausas durante a jornada, para que criança possa ser amamentada, regular a indústria de alimentos substitutos ao leite materno, restringindo a propaganda e a distribuição, por exemplo, de amostras gratuitas.

O Brasil é citado como exemplo no relatório em razão das práticas adotadas. São elogiados o sistema de banco de leite materno e a ampliação da prática de alojamento conjunto, que permite à mãe ficar próxima do bebê, o que facilita o aleitamento. As consequências dessas políticas ficam claras nas estatísticas. No período entre 1974 e 1975, uma criança brasileira recebia leite materno por um período médio entre dois e cinco meses. Entre 2006 e 2007, essa marca havia saltado para 14 meses. Entre 1996 e 2006, a média de crianças que recebiam leite materno por pelo menos um ano havia crescido 15%.

Embora avanços tenham sido muito significativos, Victora afirma ser necessário ampliar essa marca e, sobretudo, evitar que ocorra no Brasil problemas como registrados em outros países. O estudo indica haver uma tendência de que, com aumento da renda familiar haja uma migração do aleitamento materno para substitutos. Victora considera essencial, por exemplo, a realização de campanhas que incentivem a amamentação. "A regularidade dessas iniciativas foi bastante reduzida. O ideal é que elas sejam retomadas", completou.


Victora afirma também ser essencial movimentos que garantam o aleitamento e evitem constrangimento, quando isso é realizado em espaços públicos. "A aprovação de regras, a exemplo de São Paulo, que garantem a amamentação é um ótimo instrumento", completou.

TRANSGÊNERO CONSEGUE R$ 17 MIL EM VAQUINHA ONLINE PARA PRÓTESES NOS SEIOS...

FONTE: iG São Paulo, TRIBUNA DA BAHIA.

 

Kimberly decidiu pedir ajuda a amigos para impulsionar sua confiança e feminilidade.

Uma mulher transgênero revelou como conquistou a aparência que sempre sonhou depois de pedir dinheiro a amigos e estranhos em serviço de crowdfunding.
Kimberly contou sobre a importância da cirurgia de implante de silicone nos seios. As informações são do jornal britânico "Daily Mail". “Meios seios são muito pequenos e eu não tinha o dinheiro para pagar o implante. Então, reuni todos os meus amigos para me ajudar”, disse.
Ela, que é performer em Londres, disse ainda que queria melhorar seu decote para impulsionar sua confiança e fazê-la sentir mais feminina. Como Kimberly não podia pagar mais de R$ 17 mil pela cirurgia estética, decidiu levantar o dinheiro pedindo doações.
“Crowdfunding para seios está crescendo em popularidade. Eu não me sentia bem comigo mesma por um tempo e gostaria de me sentir bem”, afirma.

Kimberly passou pela operação em agosto de 2015 e mesmo com dores durante o repouso diz que ficou encantada com a nova aparência. “Eu me sinto tão grande, sinto que eu posso finalmente respirar.”

JOVEM PODE ASSUMIR MENOS RISCO QUANDO TEM ALGUÉM MAIS VELHO NA TURMA...

FONTE: *** Jairo Bouer (doutorjairo.blogosfera.uol.com.br).


Adolescentes são conhecidos por sua tendência a assumir riscos, especialmente quando estão em turma. Um estudo norte-americano confirma essa tese, mas traz uma nova informação: quando há uma pessoa um pouco mais velha no grupo, a tendência dos jovens a adotar comportamentos arriscados diminui.

O trabalho, realizados por pesquisadores da Universidade de Temple, foi publicado no periódico Psychological Science. A pesquisa foi financiada pelo Exército dos Estados Unidos, que tem interesse especial no assunto porque conta com soldados bem jovens.

Garotos de 18 a 20 anos foram aleatoriamente recrutados para completar uma tarefa. Eles foram divididos em grupos, e, em alguns deles, integrante um pouco mais velho era incluído. Todo mundo tinha que se apresentar, então todos sabiam a idade um do outro.

O experimento consistia em dirigir um veículo, num jogo de computador, o mais rápido possível, enquanto os outros observavam. Nos cruzamentos, o semáforo indicava luz amarela – nesse caso, o condutor tinha que decidir se seguia em frente ou não, com o risco de bater em outro carro e perder ainda mais tempo. Os motoristas tinham um incentivo em dinheiro para concluir o trajeto o mais rápido possível, o que também gerava bônus para os outros integrantes.

Segundo os pesquisadores, a presença de um integrante mais velho reduziu o efeito dos pares na tendência a tomar decisões arriscadas. Ou seja: eles atravessavam os sinais amarelos com mais cuidado. E embora o trabalho tenha sido projetado para o Exército, os autores que os resultados podem ser úteis para outras profissões em que se emprega gente mais jovem.

    

Jairo Bouer é médico formado pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, com residência em psiquiatria no Instituto de Psiquiatria da USP. A partir do seu trabalho no Projeto Sexualidade do Hospital das Clínicas da USP (Prosex), passou a focar seu trabalho no estudo da sexualidade humana. Hoje é referência no Brasil, para o grande público, quando o assunto é saúde e comportamento jovem, atendendo a dúvidas através de diferentes meios de comunicação.

Sobre o blog.
Neste espaço, Jairo Bouer publica informações atualizadas e opiniões sobre saúde, sexo e comportamento.


     

SAIBA COMO COMBATER O DIABETES SEM A NECESSIDADE DE TOMAR REMÉDIO...

FONTE: Fernanda Aranda, TRIBUNA DA BAHIA.

Publicada pelo Jolivi, site parceiro do Tribuna da Bahia.



“Muito dificilmente, mas muito dificilmente mesmo, um diabético consegue controlar a doença sem o apoio de medicamentos”, sentenciou um importante nome da medicina, durante a última atualização sobre o diabetes para jornalistas que participei.
E logo após a sentença (que mais pereceu penitência), uma pesquisa apresentada pelo presidente da Sociedade Brasileira de Diabetes, Luiz Turatti, mostrou situação alarmante.
De acordo com a avaliação do índice glicêmico de 6 mil portadores da doença no Brasil– marcador que mostra a taxa de açúcar no sangue e serve como um GPS do risco da doença – 90% dos diabéticos tipo 1 (aquele tipo que costuma aparecer na infância, não tem causa definida e é considerado problema autoimune) estão em situação de descontrole da glicemia.
Entre os diabéticos tipo 2 (doença que surge mais ou menos a partir dos 40 anos, ligada aos hábitos de vida), a taxa de descontrole é de 76%.
Se por um lado os números podem confirmar a tal dificuldade em manter os índices de glicemia em padrão seguro sem a influência da medicação, por outro o desequilíbrio pode estar justamente no ato de considerar somente o remédio como um mecanismo de controle.
Isso porque, apesar da indústria farmacêutica nos vender a ideia de que o medicamento é o agente principal para controlar toda e qualquer doença, as pesquisas científicas não cansam de revelar que a alimentação e o exercício físico são as formas mais seguras de manter o diabetes em níveis de segurança.
Em inúmeros casos, especialmente no diabetes tipo 2, a dupla dinâmica é suficiente para, inclusive, acabar com a necessidade de uso de medicamentos.
Este é um tema que vamos explorar cada vez mais na Jolivi, dado que a turma do diabetes mundial ganhou 200 milhões de novos integrantes nos últimos 20 anos. Mas para iniciar a nossa conversa, chamei um jovem advogado de 28 anos para um bate papo. A história dele mostrar a mágica que a comida e o exercício podem fazer nesta doença crônica.
No Café com Saúde, Daniel Caldas divide a experiência de ter domando o diabetes tipo 1 (aquele que os números mostram que 9 em cada 10 não conseguem controlar) e reduzido drasticamente a necessidade de tomar insulina – ação que salva vidas daquelas pessoas que o pâncreas já está em colapso e não consegue mais produzir este hormônio vital.

Se para ele – que já convive com um pâncreas comprometido devido ao tipo de diabetes que é portador – os efeitos dos novos hábitos de vida foram tão significativos, imagina o que esta conduta não pode fazer por você.

   

CIDADE ITALIANA REGISTRA PRIMEIRO NASCIMENTO DE BEBÊ EM 29 ANOS...

FONTE: CORREIO DA BAHIA (redacao@correio24horas.com.br).
Foram registrados apenas 17 nascimentos entre os anos de 1975 e 1987.
Uma pequena cidade no norte da Itália está comemorando um episódio bastante comum aqui no Brasil. É que, após 29 anos, Ostana voltou a registrar o nascimento de uma criança. Já que não existe maternidade na cidade, a mãe do bebê teve que ser levada a Turim, uma localidade vizinha. 

Segundo informações do jornal "La Stampa", desde 1975 a cidade vem decrescendo em número de habitantes. Só foram registrados 17 nascimentos entre os anos de 1975 e 1987. No entanto, a pausa foi suspensa com a chegada do filho de Silvia e José, na semana passada.

Em toda a cidade, há apenas 85 moradores.

COM OS DIAS...

Com os dias, a criança caminha na direção da juventude e a mocidade adquire o tesouro da madureza...

Com os dias, a sementeira se desenvolve, convertendo-se em flores e frutos na graça do celeiro...

Com os dias, a ilusão se transforma em desencanto, mas também, com os dias, o desapontamento produz a compreensão.

Não te desesperes, diante da dor a reprezar-se em teu cálice.

O tempo que converte a alegria em experiência é o mesmo que extrai a felicidade do sofrimento.

Trabalha e conta com as horas.

Com os dias, contemplarás a ti mesmo e receberás de Jesus a bênção renovadora que tudo restaura, melhora e santifica, em louvor do Infinito Bem.


Olá Alma Irmã, nossas Fraternais Saudações!

Desejamos a você e aos seus amores um ótimo final de semana com muita paz e saúde!!!
Obrigado pela companhia!!!
Centro Espírita Caminhos de Luz – Pedreira – SP – Brasil.


Pelo Espírito Agar - Do livro: Relicário de Luz, Médium: Francisco Cândido Xavier.

quinta-feira, 28 de janeiro de 2016

8 IDEIAS PARA TORNAR UMA RAPIDINHA INESQUECÍVEL...

FONTE: Priscila Rodrigues, Colaboração para o UOL (mulher.uol.com.br).


Não é só no cinema e na TV que o sexo arrebatador e apressado rende momentos memoráveis. Na vida real, a "rapidinha" também pode servir como uma modalidade para subir a temperatura entre o casal. A seguir veja dicas para incrementar suas transas curtas.

Fontes: Rose Villela, psicóloga e sexóloga de São Paulo; Ricardo Desidério, psicoterapeuta e terapeuta sexual, e Carolina Ambrogini, ginecologista e coordenadora do Projeto Afrodite do Departamento de Ginecologia da Unifesp (Universidade Federal de São Paulo).

1 - Busque inspiração.

As cenas de sexo exibidas nos filmes e nas novelas são excelentes para ativar a criatividade. Elas mexem com o imaginário, pois exploram um dos sentidos mais importantes da sexualidade: a visão.

2 - Quebre a monotonia.

Embora as rapidinhas estejam comumente associadas à fase inicial de um relacionamento e/ou às paixões proibidas, vale a pena lançar mão desse recurso excitante para tirar qualquer relação da rotina. Um casal há muito tempo junto pode viver uma situação com sabor de aventura ao transar escondido durante uma viagem em família, por exemplo.

3 - Adapte a fantasia à vida real.


5 - Não tire toda a roupa.

A graça da rapidinha é justamente a pressa, o ardor da situação. Então, nada de se preocupar em tirar sapatos e meias ou desabotoar blusas e casacos. Contentar-se em abrir o zíper da calça e subir o vestido ou a saia é o suficiente para garantir momentos de prazer.

6 - Arrume tempo para sexo oral.


7 - Dispense o conforto.
Se você não costuma apreciar as rapidinhas por causa de possíveis desconfortos ?a maioria delas acontece na posição em pé, que facilita o encaixe? está na hora de rever os seus conceitos. A elevação do nível de serotonina e endorfina -- hormônios que promovem a sensação de bem-estar e deixam o corpo inteiro em estado de alerta-- no organismo ajuda a não sentir dor, caso algum objeto na pia ou na mesa incomode. Em vez de se estressar, conforme-se com o fato de não poder variar o repertório e se divirta.

8 - Beije muito.


INFARTO EM MULHERES: CAUSAS, TRATAMENTO E CONSEQUÊNCIAS SÃO DIFERENTES...

FONTE:, (www.msn.com).


Infarto em mulheres pode ter causas e riscos diferentes dos que acontecem em homens, de acordo com a pesquisa oficial da Associação Americana do Coração (American Heart Association) sobre o assunto. De acordo com a Associação, cerca de 50 mil mulheres morreram em decorrência de infarto nos Estados Unidos. Elas representam um em cada cinco pacientes com doença cardiovascular que passam pela triagem clínica, mas ainda se sabe muito pouco sobre os fatores que provocam esses problemas em mulheres.

O infarto acontece quando as artérias que suprem o sangue para o coração estão parcialmente ou totalmente obstruídas, reduzindo o fluxo cardíaco e danificando o músculo cardíaco. As substâncias que entopem as artérias e contribuem para a formação de coágulos sanguíneos se formam de maneiras diferentes em homens e mulheres, segundo descrito. Em algumas mulheres, especialmente as mais jovens, as placas não chegam a entupir as artérias, mas ainda podem formar coágulos que levariam ao infarto. A melhor forma de tratar este tipo de infarto também pode ser diferente da dos homens, mas ainda é necessário mais pesquisa para determinar a técnica mais recomendada.


Outras diferenças entre infarto em homens e mulheres incluem:
- Durante um ataque cardíaco, mulheres e homens frequentemente sentem dores no peito, mas mulheres podem experimentar sintomas diferentes como dores nas costas, braço, pescoço, mandíbula ou náusea, fraqueza e até um sentimento de pavor.; Elas esperam mais tempo para conseguir tratamento, a média de atraso em mulheres é de 54 horas e em homens 16.; Apesar de ambos os sexos apresentarem diabetes tipo dois e hipertensão como fatores de risco para o infarto, eles são mais potentes em mulheres.; Mulheres que sobrevivem a um infarto estão mais sujeitas a ter complicações como choque, hemorragia ou insuficiência cardíaca.; Mulheres com depressão têm uma chance 50% maior de ter um infarto do que aquelas que não vivem com o problema. Ainda não está completamente clara a relação entre depressão e infarto, mas os autores acreditam que pode ser devido a pacientes com depressão estarem menos dispostos a seguir um estilo de vida saudável.; Eles ainda descobriram diferenças nos riscos entre diferentes etnias nos Estados Unidos. Por exemplo, mulheres afro-americanas têm maior incidência de infarto comparadas às brancas, e hispânicas estão mais sujeitas a terem um infarto relacionado aos fatores de risco como diabetes, obesidade e hipertensão arterial.


SE TEU PAI TEVE CÂNCER DE PRÓSTATA, VOCÊ PODE TER CÂNCER DE MAMA; ENTENDA...

FONTE: Elioenai Paes, TRIBUNA DA BAHIA.

 

Mutações genéticas passadas de pai para filho podem causar os mais diferentes tipos de câncer; identificar precocemente pode melhorar o monitoramento e evitar que a doença avance.

     

Sabe-se que os casos de câncer aumentam a cada ano. Cerca de 10% deles, no entanto, são causados por hereditariedade, ou seja, acontece quando alguém herda algum gene com “defeito” do pai ou da mãe e ele se manifesta em algum momento da vida. Uma mutação, porém, não é responsável por apenas um tipo específico de câncer, como se pensa. Se o avô teve câncer de próstata, a neta pode ter de mama, e tudo isso ser causado pela mesma mutação genética.
Segundo o geneticista Ciro Martinhago, da Chromossome Medicina Genômica, há genes que, quando com mutações, podem causar câncer em várias partes do corpo.
O gene P53, um supressor tumoral, quando não funciona, pode deixar de reparar a replicação errada de células dentro do organismo, deixando o corpo suscetível a cânceres.
“Câncer nós temos todos os dias, a diferença é que o organismo vai lá e mata”, explica Martinhago, contando a função do gene P53.
A informação, que parece assustadora, é mais simples do que se pensa. De uma forma simplista, é comum, diariamente, células se replicarem diferentemente da forma em que deveriam. O que acontece é que há um “guardião” no organismo que vai lá e destrói essas replicações erradas. Quando esse mecanismo falha, o câncer aparece.
Identificar esse tipo de problema genético familiar é importante para um acompanhamento e intervenção precoce em casos de câncer. É prudente que pessoas que tiveram vários tipos de câncer na família façam exames genéticos para ver se há alguma alteração.
“Existem famílias que nitidamente você rastreia, em várias gerações, indivíduos que têm câncer”, alerta o geneticista.

Veja quais mutações genéticas podem causar câncer hereditário:
DSA 1 e 2: a mutação nesses genes pode provocar câncer de mama, ovário, intestino e próstata
P53: a mutação do P53, considerado um supressor tumoral, pode causar câncer em qualquer órgão, em teoria. Se a pessoa receber esse gene dos pais, ela pode ter um câncer diferente dos familiares, e isso ainda ser considerado hereditário. Pessoas com vários casos de cânceres diferentes na família devem buscar aconselhamento genético
APC: quando esse gene está mutado, a chance de desenvolver pólipos malignos no intestino é alta
MEN 1: a mutação nesse gene pode causar câncer em qualquer glândula endócrina, principalmente na tireoide e pâncreas
RB1: quando o RB1 está mutado, ele causa câncer na retina, o retinoblastoma, um dos cânceres mais comuns em crianças. Quando é genético, normalmente o câncer acontece nos dois olhos, explica Martinhago.
Síndrome de Lynch: caracterizada por uma alteração genética, essa síndrome pode aumentar o risco de câncer no intestino, especificamente no cólon e no reto.
MLH1, MSH2, MSH6 e PMS2: quando esses genes estão mutados, o risco de desenvolver câncer de endométrio aumenta muito.
Quando há mutações genéticas, usualmente o câncer se desenvolve mais cedo do que aconteceria em outros casos, diz o geneticista.
“Com 60 anos é possível que uma pessoa tenha câncer, mas aos 30, isso não deveria acontecer. Quanto mais precoce o câncer, maior o sinal de ele ser hereditário”, alerta.

O aconselhamento genético nos casos de câncer hereditário é importante para um planejamento familiar mais adequado, explica Martinhago. “Eu vejo de uma forma fundamental o planejamento familiar. Não apenas dos filhos, mas dos filhos dos seus filhos. Hoje já temos condições [genéticas] possíveis de minimizar dentro das famílias”, diz.

TRANSPLANTE DE CÉLULAS-TRONCO NO PÊNIS PODE TRATAR DISFINÇÃO ERÉTIL...

FONTE: , Em Paris, (noticias.uol.com.br).

Um transplante de células tronco no pênis pode ser a solução para os graves problemas de ereção que alguns homens enfrentam após sofrer câncer de próstata - segundo os primeiros resultados de um estudo publicado na quinta-feira.

"Doze pacientes que sofriam de disfunção erétil grave após o câncer de próstata receberam um transplante de células-tronco no pênis. Depois de seis meses, os pacientes perceberam melhorias significativas na relação sexual, ereção, rigidez peniana e qualidade do orgasmo", resume o Instituto Nacional Francês de Saúde e Pesquisa Médica (Inserm) em comunicado.

A impotência sexual é uma sequela comum da remoção cirúrgica do câncer de próstata, o que afeta a qualidade de vida e a auto-imagem dos homens envolvidos, segundo o Inserm. O transtorno é devido ao "resultado de lesões nos vasos sanguíneos e nervos do pênis", acrescenta.

O teste clínico, conduzido pelo hospital universitário Henri Mondor, nos arredores de Paris, foi realizado para "reparar as lesões celulares no pênis".

Os pesquisadores realizaram um transplante de células extraídas da medula óssea, que contém vários tipos de células tronco capazes de "transformar-se de forma espontânea em células da mesma natureza que as danificadas no pênis", explica o Inserm.

Ao menos dois pacientes descreveram por outro lado "uma reaparição de ereções normais, como antes da prostatectomia radical, sem tomar medicamentos".

A melhora das relações sexuais se manteve por um ano após o transplante.

"Se os resultados deste estudo forem confirmados por outros estudos (...) a terapia celular poderia ser ampliada para outros tipos de problemas de ereção menos graves resultantes de doenças sistêmicas como diabetes ou outras doenças vasculares", afirmou René Yiou.

Estes resultados foram publicados na revista European Urology.

AUTOTESTE PARA DETECÇÃO DO HIV ESTARÁ DISPONÍVEL NAS FARMÁCIAS ESTE ANO...

FONTE: Flávia Villela - Repórter da Agência Brasil, TRIBUNA DA BAHIA.


O exame pode ser feito com saliva ou sangue e já foi aprovado pela Agência Nacional de Vigilância e Saúde (Anvisa).

O autoteste de detecção do vírus do HIV estará disponível nas farmácias do país ainda neste semestre. A informação é do diretor do Departamento de DST, Aids e Hepatites Virais, Fábio Mesquita, que participou hoje (28/1) do lançamento da campanha de prevenção às Doenças Sexualmente Transmissíveis e Aids no Carnaval 2016.
“Ele tem o mesmo grau de confiança de qualquer outro teste. Será a oportunidade para uma parcela da população que tem vergonha de pedir o teste para o médico ou de ir a um posto de saúde fazer o teste”, disse, ao ressaltar que o teste é de triagem e a pessoa precisará confirmar o resultado com outro teste.
O exame pode ser feito com saliva ou sangue e já foi aprovado pela Agência Nacional de Vigilância e Saúde (Anvisa). Ele já é oferecido em vários países do mundo, como Estados Unidos, Grã-Bretanha, França e África do Sul.
A meta da Organização das Nações Unidas é de que 90% das pessoas com HIV façam o teste até 2020. No Brasil, cerca de 83% das pessoas com o vírus já passaram pelo diagnóstico. “E essa medida certamente ajudará a alcançar os 7 pontos de gente que tem o HIV e que ainda precisa ser testada”, comentou Mesquita.
O preço do teste de farmácia ainda não está definido. Nos Estados Unidos, por exemplo, o valor varia entre US$ 40 e US$ 60. “Mas claro que no Brasil esse preço é inviável e as empresas terão que fazer um preço viável aqui”, disse o diretor.
A ampliação da testagem é uma das frentes da nova política de enfrentamento do HIV e aids. Entre janeiro e setembro de 2014, foram realizados 5,8 milhões de testes no país. No mesmo período do ano passado, foram 6,4 milhões – um crescimento de 10%.
As três metas de 90-90-90, pactuadas pelo Programa Conjunto das Nações Unidas sobre HIV/Aids (Unaids), têm como objetivo testar 90% das pessoas vivendo com HIV e aids, tratar 90% delas e que 90% tenham carga viral indetectável até 2020 em todo o mundo.
“Estamos na direção correta das metas. Estamos ainda em 2016 e devemos 7 pontos percentuais na meta de teste, 20 pontos na meta de tratamento e já alcançamos a meta de supressão de carga viral, cinco ano antes do prazo”, comemorou o representante do ministério.

O percentual de brasileiros vivendo com HIV diagnosticados por exames passou de 80%, em 2012 para 83%, em 2014. Já a oferta de tratamento passou de 44%, em 2012, para 62%, em 2014, aumento de 41% no período.

DORES DE CABEÇA QUE PODEM SER SINAL DE AVC...

FONTE:, (www.msn.com).


A dor de cabeça é um sintoma chato, mas que todo mundo (ou quase) já sentiu na vida.

O site Bolsa de Mulher conversou com o neurologista Renato Anghinah, do Hospital Samaritano (São Paulo), para explicar em quais situações a dor de cabeça é preocupante e pode ser sinal de um AVC.

De acordo com o neurologista, existem tipos de dor de cabeça que são mais preocupantes e, para identificá-los, é preciso observar o padrão, frequência e evolução da dor. Renato aconselha que caso a dor não melhore ou apareça frequentemente, o ideal é procurar um médico para tratar o problema.

Fique atento:

1. Dor de cabeça súbita.
A dor de cabeça que surge de repente e em poucos segundos se torna muito intensa merece atenção. Isso porque, de acordo com Renato Anghinah, pode se tratar de uma ruptura ou distensão de aneurisma cerebral.

A ruptura de um aneurisma gera um Acidente Vascular Cerebral (AVC), ou seja, o extravasamento de sangue do vaso para o tecido cerebral.

A confusão entre os sintomas pode causar demora em procurar atendimento e agravar as sequelas do AVC.

2. Dor de cabeça incomum.
Se você sentir uma dor fora do comum, ou seja, diferente do incômodo que aparece com mais frequência, o aconselhamento é procurar um serviço médico. Um novo sintoma pode ter causas mais brandas – como postura, alimentação ou estresse –, mas também pode estar relacionado a um derrame.

3. Juntamente com outros sintomas.
O especialista destaca que se a dor for acompanhada de outro sintoma de origem neurológica, como fraqueza muscular, confusão mental, alteração visual, dificuldade de fala ou ao caminhar, por exemplo, é indicado ir ao pronto-socorro imediatamente.

4. Hábitos.

Renato Anghinah destaca que pessoas que cultivam alguns maus hábitos de saúde ou têm algumas doenças têm mais chances de ter um AVC isquêmico ou hemorrágico. São eles: consumo excessivo de bebida alcoólica, tabagismo, pressão alta, sedentarismo, diabetes, uso de drogas e estresse.

FACEBOOK É CONDENADO POR PERFIL QUE USAVA FOTO DE MULHER COMO PROSTITUTA...

FONTE: Colaboração para o UOL, em Maceió, (tecnologia.uol.com.br).


O Facebook foi condenado pela Justiça do Rio Grande do Norte a pagar uma indenização de R$ 6 mil e a retirar do ar dois perfis falsos de usuários que usaram imagens de uma mulher para oferecer serviços de prostituição.

A decisão foi informada na quarta-feira (27), e a sentença é da juíza Carla Virgínia Portela da Silva Araújo, da 5ª Vara Cível de Mossoró. Ainda cabe recurso da decisão.

Na ação, a mulher alegou que tem um perfil no Facebook, mas foi surpreendida com outros dois falsos que estariam utilizando fotos. Os perfis usavam os nomes de "Klara Hanna" e "Camilla Lobato".

Segundo a internauta, ela chegou a ser abordada na rua e chamada de "pessoa promíscua". O responsável pela manutenção do perfil falso estaria se utilizando da sua imagem para manter contatos com homens, praticando prostituição.

Para provar ser vítima, ela fez print screens (cópias) das páginas falsas e anexou aos autos.

A página "Camilla Lobato" afirmava que ela era universitária em Fortaleza -- local onde nunca morou. Já o perfil intitulado "Klara Hanna" a descrevia como uma pessoa de "estilo vagabundo", "solteira" e "interessada em homens". Nessa, 95% dos amigos eram homens.

A mulher contou ainda que denunciou inúmeras vezes os perfis falsos, mas o Facebook nunca teria entrado em contato. Além disso, questionou o fato do site de rede social não ter informação clara sobre como agir, nem dar um protocolo para acompanhamento das denúncias.

Para a juíza, ficou comprovada a falsidade das páginas com uso de definições "impróprias" e "absolutamente inadequadas", além da inércia da empresa em retirá-las do ar.

Segundo a magistrada, a empresa "responde objetivamente pelos danos causados, na qualidade de fornecedor de serviços na rede mundial de computadores, particularmente diante da sua inércia em excluir os perfis falsos após solicitação da vítima, o que apenas se observou após a determinação judicial".

"Sem culpa".

Na ação, o Facebook alegou não ter o dever de monitorar e moderar o conteúdo disponibilizado por terceiros, "visto que, a sua função consiste em armazenar dados e disponibilizar acesso, não podendo fazer controle preventivo sobre as contas criadas por seus usuários, sob risco de configurar censura prévia, vedada pelo art. 220 da Constituição Federal."


O Facebook disse ainda que a autora fez denúncia por um canal errado, alegando que Camila Lobato "não representava uma pessoa verdadeira". Segundo a empresa, a denúncia deveria informar que o "perfil está fingindo ser alguém ou é falso". Já sobre a conta da usuária Klara Hanna, o Facebook disse que inexiste denúncia administrativa.

DELEGADO ESQUECE FILHO DE 2 ANOS EM CARRO E CRIANÇA MORRE EM CUIABÁ...

FONTE: CORREIO DA BAHIA (redacao@correio24horas.com.br).
Pai levava criança para escolinha, mas recebeu chamado de trabalho e esqueceu do menino.
Um menino de 2 anos morreu na tarde da terça-feira (26) depois de ser esquecido pelo pai dentro do carro, em Cuiabá.
O pequeno Frederico era filho único do delegado Geraldo Gezoni Filho, da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP). A criança seria levada para uma escolinha no começo da tarde, mas o pai esqueceu e foi direto para o trabalho.

Somente no final da tarde o pai percebeu que tinha esquecido o filho. Frederico chegou a ser socorrido em um hospital da cidade, mas não resistiu."Foi uma falha humana. Ele (o pai) estava trabalhando, teve uma operação grande ontem, com diligências externas", disse ao G1 o delegado geral Adriano Peralta.
O pai contou que levava Frederico para a escolinha por volta das 14h, com o filho dormindo na cadeirinha do banco traseiro. No caminho, colegas ligaram chamado Gezoni para um procedimento de transferência de um detido para o presídio. Ele então foi para a delegacia atender ao chamado - o delegado era responsável pelo DHPP no dia. Ele deixou o carro com o filho no pátio.
O delegado foi para casa no final do dia e ao encontrar a esposa percebeu que o filho estava desmaiado no carro. Eles tentaram reanimar o menino e depois o levaram até uma emergência, onde o garoto foi declarado morto.

A causa da morte da criança foi asfixia por confinamento. Um procedimento vai apurar o que aconteceu, mas é comum nesses casos que o pai receba um perdão. "Nenhum juiz do mundo pode dar uma pena maior do que esse sofrimento da família. Não existe pena maior do que essa", explica o delegado.