domingo, 30 de abril de 2017

CONHEÇA OS MITOS E VERDADES NA OBESIDADE DE CÃES E GATOS...

FONTE: Acorda Cidade, site parceiro da Tribuna da Bahia Online, TRIBUNA DA BAHIA.


O sobrepeso e a obesidade causam outros problemas de saúde, reduzindo a longevidade do pet.

        
A obesidade em cães e gatos é muito mais comum do que se parece, é um problema intimamente relacionado com os hábitos alimentares e o sedentarismo dos tutores.
O sobrepeso e a obesidade causam outros problemas de saúde, reduzindo a longevidade do pet, assim como nos humanos, a obesidade está relacionada ao alto consumo de alimento e a baixa atividade física (descartando-se problemas endócrinos). Renato Zanetti apresenta os mitos e verdade em relação ao que já se ouviu falar sobre obesidade animal

1. Obesidade causa outros problemas de saúde para o animal.

VERDADE. Cães e gatos obesos têm um risco maior de apresentar outros problemas de saúde: diabetes, doenças pulmonares e de coração, problemas na articulação, de pele, problemas reprodutivos, intolerância ao exercício, maior estresse calórico, maior risco em anestesias.

2. A castração engorda o animal.

VERDADE. Animais castrados têm probabilidade 2x maior de se tornarem obesos em função de alterações hormonais e a redução da atividade física. PORÉM, isto não deve ser motivo para não castrar, pois é possível minimizar o problema com o aumento das atividades físicas e o controle da alimentação.

3. A obesidade está relacionada APENAS ao excesso de comida.

MITO. Há duas causas da obesidade: metabólica (menor incidência, cerca de 5%) e comportamental (mais frequente).
Causas metabólicas: problemas endócrinos (disfunção da glândula tireoide, das adrenais, do pâncreas, da hipófise e do hipotálamo.
Causas comportamentais: fornecimento excessivo de comida, espaço físico reduzido, sedentarismo, hábitos alimentares prejudiciais.

4. Atividade física colabora com a redução de peso.

VERDADE. Aumentar o gasto calórico colabora com a redução de peso SE estiver relacionada com uma reeducação alimentar (tal qual para humanos).

5. Cães comem por ‘gula’.

VERDADE. Fome (necessidade fisiológica decorrente do déficit nutricional) é diferente de apetite (disposição em comer sempre). Cães conseguem ingerir uma quantidade de alimento em uma única refeição muito superior ao necessário para sua manutenção. Como não sabem quando será sua próxima refeição, estão sempre dispostos a ingerir alimentos.

6. Existe um peso ideal para cada raça (cães e gatos).

VERDADE. Mesmo havendo uma variação de indivíduo para indivíduo, há um padrão de peso para cada raça que pode ser usada como referência para se definir se o Pet está gordinho.

7. Existem alimentos que são proibidos para cães e gatos.

VERDADE. Alguns alimentos são apenas tóxicos para cães e gatos, outros são proibidos, podendo ser letais se ingerido em grandes quantidades.

8. Posso dar frutas e legumes para cães e gatos.
VERDADE. Sim, frutas e legumes (que não estiverem na lista dos tóxicos ou proibidos) podem ser oferecidos aos cães e gatos.

SUPORTE DOS AMIGOS PELA INTERNET PODE ALIVIAR ANSIEDADE ANTES DAS PROVAS...

FONTE: *** Jairo Bouer (http://doutorjairo.blogosfera.uol.com.br).


Ter comentários de apoio e “likes” nas redes sociais antes de fazer uma prova ajuda estudantes universitários que têm altos níveis de ansiedade nessas situações. E isso pode resultar até em notas melhores. A conclusão é de pesquisadores da Universidade de Illinois, nos Estados Unidos.

Estima-se que cerca de 40% dos estudantes sofrem de ansiedade antes de provas, que envolve respostas fisiológicas, como suor frio e aumento dos batimentos cardíacos, e emocionais, como desespero e até o famoso “branco”.

Em geral, esses indivíduos têm muito medo de avaliações negativas, têm baixa auto-estima e são facilmente distraídos por pensamentos irrelevantes durante as provas.

Os pesquisadores fizeram experimentos com estudantes de graduação, a maioria da área de ciências de computação, que consistiam em buscar apoio social dos amigos pela internet antes de realizar um simulado. Sete minutos antes da prova, eles tinham que ler as respostas dos amigos ao pedido de apoio feito no dia anterior. Uma parte do grupo também teve que escrever sobre o que estava sentindo antes de fazer o teste.

Todos os participantes foram submetidos a questionários para avaliação dos níveis de ansiedade. A pesquisa concluiu que ler as mensagens de apoio dos amigos antes do simulado fez o nervosismo dos alunos diminuir 21%, e isso melhorou o desempenho dos alunos nas provas.

Com base em estudos anteriores, a equipe achava que escrever sobre o que estavam sentindo antes da prova também traria resultados positivos para os alunos. Mas o efeito o oposto do esperado: a ansiedade aumentou 61% entre os alunos que ficam mais tranquilos antes dos testes.


Os autores acreditam que as redes sociais podem ser úteis para aliviar a ansiedade não só em épocas de provas na escola e na faculdade, como também antes de entrevistas de trabalho. Se você está nessa situação, aproveite as redes sociais para se abrir com os amigos.

CANTOR BELCHIOR MORRE AOS 70 ANOS NO RIO GRANDE DO SUL...

FONTE: CORREIO DA BAHIA (redacao@correio24horas.com.br).

A causa da morte ainda não foi divulgada, o enterro será em Sobral, no Ceará.

O cantor Belchior, de 70 anos, morreu na noite deste sábado (29) em Santa Cruz do Rio Grande do Sul De acordo com o jornal O Povo, os familiares do artista confirmam o falecimento. A causa da morte ainda é desconhecida.
O sepultamento acontecerá em Sobral, no Ceará, onde o cantor nasceu, segundo a Secretaria de Cultura do Estado. O Governo do Estado do Ceará decretou luto oficial de três dias.

Em uma nota publicada no Facebook, o atual governador do Ceará, Camilo Santana, lamentou a morte de Belchior. "Recebi com profundo pesar a notícia da morte do cantor e compositor cearense Belchior. Nascido em Sobral, foi um ícone da Música Popular Brasileira e um dos primeiros cantores nordestinos de MPB a se destacar no país, com mais de 20 discos gravados. O povo cearense enaltece sua história, agradece imensamente por tudo que fez e pelo legado que deixa para a arte do nosso Ceará e do Brasil. Que Deus conforte a família, amigos e fãs de Belchior. O Governo do Estado decretou luto oficial de três dias."

SEIS COISAS QUE EU APRENDI SOBRE ÚLCERAS, E DICAS PARA REDUZIR A QUEIMAÇÃO...

FONTE: , Catherine Saint Louis, (http://noticias.uol.com.br).


Em meados de fevereiro, eu não conseguia mais dormir à noite. Às 2 da manhã, me pegava bebendo leite direto da caixinha para ver se conseguia apagar o fogo que sentia nas minhas entranhas. A sensação torturante na boca do estômago se alternava com uma náusea tão intensa que me obrigava a manter um balde ao lado do computador. Já estava até pensando em fazer um teste de gravidez, mesmo que tivesse 99 por cento de certeza de que não estava grávida.

Um dia, na plataforma do metrô, me contorci e soltei um gemido tão patético que levou um completo estranho a perguntar se estava tudo bem comigo. Foi nesse momento que percebi que precisava de ajuda médica. Nova-iorquinos não falam com desconhecidos no metrô, eu repetia para mim mesma. É como romper a quarta parede.

No dia seguinte, meu clínico-geral me disse que eu provavelmente tinha uma úlcera, uma ferida na parede do estômago ou do intestino delgado. A seguir, algumas coisas que aprendi a respeito da úlcera durante a odisseia que se seguiu.

Qualquer pessoa pode ter uma úlcera.
Nos anos 1980, quando os médicos e a maioria das pessoas acreditavam que estresse psicológico e comidas muito temperadas causavam úlceras, dois cientistas australianos revelaram que a maior culpada na verdade era uma bactéria chamada Helicobacter pylori. Essa descoberta levou a um Prêmio Nobel in 2005, dando início a uma nova era de uso de antibióticos.

Mas isso não foi suficiente para eliminar as úlceras. Longe disso. Na verdade, minha tribo de doentes estomacais é gigante. Quase 16 milhões de adultos nos EUA sofriam com úlceras em 2014, de acordo com o Centro Nacional de Estatísticas de Saúde do Centro de Controle e Prevenção de Doenças. O maior grupo, cerca de 6,2 milhões de pessoas, tem entre 45 e 64 anos. O grupo de pacientes entre 18 e 44 anos de idade corresponde a 4,6 milhões de pessoas, o de 65 a 74 corresponde a 2,6 milhões, e o de mais de 75 a 2,4 milhões.

Fiz um exame de sangue para ver se estava infectada com o H. pylori; o resultado foi negativo, então eu não precisava de antibióticos. O uso regular de medicamentos anti-inflamatórios não esteróides, como ibuprofeno e aspirina, também pode causar úlceras, mas esse não era o meu caso. A minha úlcera revelou ser "idiopática", uma forma chique de os médicos dizerem que não sabem o que está acontecendo.


– Demora até descobrirmos o que podemos comer.
Meu médico disse que eu precisava da terapia padrão: omeprazol, um medicamento que controla a acidez, durante um mês para que a ferida aberta no meu estômago tivesse tempo para se recuperar. Embora algumas úlceras não tratadas acabem causando sangramento intenso e exijam até cirurgia e hospitalização, ele me garantiu que eu melhoraria logo.

Enquanto isso, eu precisava descobrir como me alimentar. Mas com a úlcera, descobri que estava fazendo parte de um reality show maldito chamado "O Que Comer?". Se escolhesse mal, meu estômago queimaria como lava, me deixando prostrada. Se escolhesse bem, seria premiada com um alívio temporário, até que a fome chegasse outra vez. O "jogo" recomeçava em intervalos de poucas horas.

Para piorar, não sabia quais alimentos podia comer, até prová-los. Por exemplo, porque um pacote aparentemente inócuo de amendoins me levou a tanta agonia?

A verdade é que os gastroenterologistas não sabem por que determinados tipos de comida causam indigestão e queimação em pacientes com úlcera. Mas existem algumas regras: evite beber álcool, qualquer coisa com cafeína ou rica em gordura.

Alimentos gordurosos "ficam muito tempo no estômago", afirmou Lori Welstead, nutricionista que trabalha no centro de doenças digestivas da Faculdade de Medicina da Universidade de Chicago. Será que era esse o problema com o amendoim?

O Dr. David Y. Graham, antigo presidente do Colégio Americano de Gastroenterologia, resumiu bem a questão: "A regra geral é: não coma o que te faz mal".

Pacientes com úlcera são cobaias de si mesmo, realizando testes até encontrar algo que alimenta, mas não causa desconforto. Demorei semanas para perceber isso.


Barriga vazia não ajuda, e pode até atrapalhar.
Como uma alma que sofre por amor e jura que nunca mais irá namorar para evitar a dor, comecei a comer cada vez menos. O mesmo aconteceu com Megan McMillen, enfermeira em Morgantown, Virgínia Ocidental, quando descobriu que tinha uma úlcera.

"Dá muito medo do que pode acontecer sempre que comemos", afirmou. Por isso, ela passou dois dias sem se alimentar. O lado negativo da fome era a náusea – e o estômago vazio dói duplamente.

Sem comida no estômago, a úlcera fica coberta de suco digestivo, afirmou o Dr. David Greenwald, diretor de gastroenterologia clínica e endoscopia no Hospital Mount Sinai, em Nova York. "É muito comum ouvir esse comentário de pacientes com úlcera, que qualquer alimento melhora os sintomas temporariamente."

Não coma antes de dormir.
Outro erro grave: comer antes de dormir, afirmou Graham, professor de gastroenterologia da Faculdade de Medicina Baylor, em Houston.

"Se você quer sofrer durante a madrugada, coma antes de dormir", afirmou. Isso porque quando você se alimenta, seu estômago produz muito ácido para digerir a comida. Mas "assim que a comida é digerida", afirmou, os níveis de acidez continuam elevados. Como resultado, você provavelmente vai acordar morrendo de dor.


Não se preocupe com alimentos ácidos.
Eu nunca havia confiado no Dr. Google até então, mas estava desesperada. Encontrei um gráfico de pH na internet que mostrava quais alimentos eram ácidos, quais eram neutros e quais eram alcalinos. Quanto menor fosse o pH, em uma escala de 3 a 10, mais ácido seria o alimento e, portanto, mais eu deveria evitá-lo, afirmava o gráfico.

Esse pequeno gráfico colorido se tornou minha bíblia. Cortei o queijo de cabra, o atum enlatado, carne de vaca, de porco e todos os nozes, menos amêndoas, que foram classificadas como alcalinas. Minha refeição ideal era um abacate inteiro com meio quilo de morangos.

Infelizmente, demorou uma semana para esta pretensa jornalista de saúde se perguntar se o gráfico de pH ou qualquer outro gráfico alimentar on-line tinha base em pesquisas reais.

Welstead, a nutricionista de Chicago, resolveu minha vida: "O pH dos alimentos não é um dado relevante para terapias alimentares ou em qualquer campo da medicina. O suco gástrico é tão ácido, que os alimentos que ingerimos não são capazes de alterar sua acidez".

A má notícia é que caí em um abismo de desinformação. Me senti um pouco melhor depois de conversar com Laurie Keefer, psicóloga de saúde especializada em doenças digestivas na Faculdade de Medicina Icahn, no Hospital Mount Sinai, que me contou que seus pacientes com úlcera muitas vezes se sentem "descontrolados".

Keefer me aconselhou a não causar mais estresse "tentando controlar coisas que não vão alterar em nada os sintomas". Como gráficos de pH furados.

– Não ignore o estresse.
"Não há qualquer evidência de que o estresse e a ansiedade causam úlceras", afirmou Greenwald. Mas ele e outros especialistas afirmam que o estresse pode agravar os sintomas.

"Se você está sentindo algum desconforto causado pela úlcera e está se sentindo ansioso ou estressado por causa da úlcera, os sintomas podem se tornar um pouco mais pronunciados", afirmou Greenwald.

Na verdade, "um número cada vez maior de especialistas em saúde comportamental está fazendo parte das práticas gastroenterológicas. Chamamos isso de psicogastroenterologia", afirmou Keefer.

Ela faz parte do programa gastrointestinal de Hospital Mount Sinai. Assim, depois que os pacientes se consultam com um nutricionista para saber mais sobre a úlcera, a doença de Crohn, ou a síndrome do intestino irritável, podem se consultar com uma psicóloga. "É muito menos estigmatizante dessa maneira", afirmou.

"O estresse, a ansiedade e a preocupação só atrapalham a recuperação. Estresse é qualquer coisa que exige que o corpo se adapte. Se você está consumindo recursos por causa do estresse, seu corpo não está se concentrando na recuperação", afirmou Keefer.


Demorou cinco semanas para minha úlcera sarar. Então, imagino que já posso comer um burrito carregado de molho apimentado. Mas meu medo continua lá. Ainda não perdoei o iogurte probiótico que deixou meu estômago em chamas um dia depois do diagnóstico. E tenho certeza que nunca vou perdoá-lo.

ALAN SANCHES APELA PELA MANUTENÇÃO DO ATENDIMENTO PSIQUIÁTRICO NA BAHIA...

FONTE: Da Redação, TRIBUNA DA BAHIA.

Nos próximos sessenta dias de todos os hospitais psiquiátricos pertencentes ao estado serão fechados.
O deputado Alan Sanches (DEM), após o recente fechamento do Hospital Especializado Afrânio Peixoto, em Vitória da Conquista e a determinação de fechamento nos próximos sessenta dias de todos os hospitais psiquiátricos pertencentes ao estado, a exemplo do Hospital Colônia Dom Rodrigues, em Feira de Santana e dos hospitais Mário Leal e Juliano Moreira, em Salvador, apela que decisão seja revista pela Secretaria de Saúde do Estado (Sesab), levando em consideração que a mesma gerará um colapso no setor e deixará milhares de pacientes e famílias totalmente desassistidas.     
Segundo a denúncia relatada a Alan Sanches, que é vice-presidente da comissão de Saúde e Saneamento da Assembleia Legislativa da Bahia, nem mesmo os ambulatórios especializados e emergências ficariam de fora, cuja meta é transferir aos municípios.
“Não precisa ser especialista na área para entender o tamanho do prejuízo que essa medida trará e mais ainda que irá de encontro com a Lei 10.216/2001, que dispõe sobre a proteção e os direitos das pessoas portadoras de transtornos mentais”, destacou, apelando que a gravidade do problema não seja ignorada pelo executivo estadual.   

“Afinal, há muito o Governo já vem reduzindo o número de leitos na Bahia (hoje existem apenas 236 quando deveriam existir ao menos 700) e agora não satisfeito quer por fim a sua obrigação, cujas verbas federais são repassadas para tais”, enfatizou o deputado.

MEGA-SENA ACUMULA E PRÊMIO PODE CHEGAR A R$ 40 MILHÕES...

FONTE: ***, Folhapress (https://www.msn.com).


Nenhum apostador acertou as seis dezenas do concurso 1925 da Mega-Sena sorteadas neste sábado (29), em Franco da Rocha (SP). De acordo com a Caixa Econômica Federal, o prêmio acumulado para o próximo concurso deve chegar a R$ 40 milhões. Os números sorteados foram: 01, 17, 38, 43, 45 e 47.

Confira o rateio.
Sena - 6 números acertados - Não houve acertador
Quina - 5 números acertados - 50 apostas ganhadoras, R$ 53.604,54Quadra - 4 números acertados - 5.258 apostas ganhadoras, R$ 728,20

QUINA.
Ninguém acertou as cinco dezenas do concurso 4371 da Quina sorteadas neste sábado (29), em Franco da Rocha, SP. De acordo com a Caixa Econômica Federal, o prêmio acumulado para o próximo concurso deve chegar a R$ 3,5 milhões. Os números sorteados foram: 14, 42, 57, 64 e 78.

Confira o rateio:
Quina - 5 números acertados - Não houve acertador
Quadra - 4 números acertados - 76 apostas ganhadoras, R$ 5.735,41
Terno - 3 números acertados - 5.622 apostas ganhadoras, R$ 116,59
Duque - 2 números acertados - 129.450 apostas ganhadoras, R$ 2,78

TIMEMANIA.
A Timemania ficou sem ganhadores do prêmio máximo neste sábado (29). Os números sorteados no concurso 1025 foram: 01, 18, 29, 34, 52, 53 e 55. O time do coração foi o Operario/MS. A estimativa do prêmio para o próximo concurso é de R$ 15 milhões. Confira o rateio:
7 números acertados - Não houve acertador
6 números acertados - 8 apostas ganhadoras, R$ 24.635,39
5 números acertados - 290 apostas ganhadoras, R$ 970,85
4 números acertados - 6.047 apostas ganhadoras, R$ 6,00
3 números acertados - 60.225 apostas ganhadoras, R$ 2,00
Time do Coração: Operario/MS - 11.863 apostas ganhadoras, R$ 5,00

DUPLA SENA.

Os sorteios da Dupla Sena do concurso 1636 também acumularam. Confira as dezenas e o rateio dos dois sorteios:

1º sorteio - 11, 12, 20, 27, 36, 46.
Sena - 6 números acertados - Não houve acertador
Quina - 5 números acertados - 8 apostas ganhadoras, R$ 6.414,15
Quadra - 4 números acertados - 509 apostas ganhadoras, R$ 115,21
Terno - 3 números acertados - 12.114 apostas ganhadoras, R$ 2,42

2º sorteio - 08, 14, 17, 23, 30, 36.
Sena - 6 números acertados - Não houve acertador
Quina - 5 números acertados - 19 apostas ganhadoras, R$ 2.430,62
Quadra - 4 números acertados - 803 apostas ganhadoras, R$ 73,03
Terno - 3 números acertados - 14.358 apostas ganhadoras, R$ 2,04

FEDERAL.
A Caixa sorteou ainda os números da extração 5175 da Loteria Federal, que foi realizado neste sábado (29). Os resultados são os seguintes:
Destino - Bilhete - Valor do Prêmio (R$)
1º - 44308 - 700.000,00
2º - 37132 - 38.000,00
3º - 05713 - 32.000,00
4º - 85429 - 28.000,00
5º - 56087 - 24.048,00 

*** Com informações da Folhapress.

COACHING DA VIDA SEXUAL: PROFISSIONAIS AJUDAM A TER MAIS PRAZER NO SEXO...

FONTE: Gabriela Guimarães e Marina Oliveira, Colaboração para o UOL (http://estilo.uol.com.br).


Uma facilitadora de questões sexuais, intimidade e relacionamento. Assim se definem as sex coaches, profissionais que trabalham para empoderar indivíduos – mulheres, na maior parte das vezes – em relação ao próprio corpo e desejos.

“Cada pessoa é um universo de experiências que precisa ser analisado individualmente. O que a cultura nos empurra pode não ser a nossa verdade. Por isso, há tanto descontentamento na área sexual. O sex coach ajuda a organizar essas informações e peneira o que realmente funciona para aquela pessoa, para aquele casal”, explica a sex coach Tarciana Chuvas, que trocou a área de turismo pela de sexualidade e, além de dar palestras sobre o tema, faz atendimentos individuais.

O sex coach dá lições práticas sobre sexo.

Diferentemente de um terapeuta ou psicólogo, profissionais especialistas em sexualidade, o sex coach tem uma ação pontual, ele está lá para pensar em soluções práticas que possam ajudar a resolver uma queixa específica. “Pensamos juntas em um plano de ação para mudar o que incomoda. Quando me procuram, as clientes já estão muito focadas: querem esquentar o relacionamento de muitos anos, aprender algo para surpreender um novo parceiro ou desenvolver uma técnica específica”, explica a sex coach Luciana Keller, proprietária da boutique Constantine, em São Paulo, que comercializa lingeries, brinquedos eróticos e também organiza cursos.

Luciana é formada em psicologia e, durante duas décadas, trabalhou na área de RH. A formação a permite enxergar quando um caso deve ser tratado em consultório. “Eu não trato disfunções, traumas ou doenças de fundo emocional. Quando percebo que se trata desse tipo de caso, já encaminho para uma outra psicóloga”, diz a sex coach.

Mulheres comprometidas, na faixa etária dos 30 aos 50 anos, compõem a maior parte do público que procura essas profissionais. Algumas levam os maridos ou companheiros para um atendimento conjunto, posteriormente. “O que acontece é que o homem precisa acompanhar essa nova mulher: mais exigente, confiante, segura e independente”, diz Tarciana.

Aula de sexo oral está entre as mais pedidas.

Segundo Luciana, elas querem saber, na prática, como “apimentar” a relação. E também aprender novas habilidades, de massagem, por exemplo. “Saber como fazer sexo oral e anal também são pedidos comuns”, diz a sex coach. Nesses casos, o atendimento funciona como uma aula particular, em que a profissional vai detalhar cada técnica. “Eu utilizo projeção de imagem e mostro a anatomia dos órgãos masculinos e femininos para ensinar, passo a passo, o que fazer e quais são as áreas erógenas”, diz a profissional.

Há, ainda, clientes que buscam mudanças na vida sexual, mas não sabem por onde começar. Com essas, é preciso um diálogo prévio para descobrir quais são as reais insatisfações. “No geral, chegamos à conclusão que todas querem a mesma coisa: liberdade. Seja para conquistar, gozar ou aprimorar a relação. Elas querem se libertar daquilo que impede a sexualidade de fluir”, diz a sex coach Julia Sanches, que também é psicóloga e realiza atendimentos pelo site sexcoachbrasil.com.

A principal lição é a da autoestima e confiança.

Cabe à profissional deduzir se o que a cliente pede é realmente o que vai fazê-la mais feliz na cama. De acordo com as especialistas, em boa parte dos casos, o que falta é autoconhecimento. "Eu posso ensinar uma série de jogos e exercícios sexuais, além de técnicas para atingir o orgasmo. Mas nada disso terá valor se ela não acreditar em si. É tudo uma questão de segurança", diz Julia.


Tarciana concorda: “Não posso ensinar strip-tease a uma mulher que não aceita o próprio corpo. É importante encontrar o tempo de cada uma. Tem mulher que sai do curso e já pratica no mesmo dia. Outras, só conseguem se permitir a experiência alguns anos depois". O coaching pode ser de apenas um dia ou durar até 15 sessões. “Existem metas e lições de casa na programação de evolução sexual. Eu passo exercícios de autoestima, autotoque e sugiro acessórios para aumentar o prazer”, diz Tarciana. “O meu papel é convidar a cliente a brincar dentro dos próprios limites, a sair da zona de conforto”, diz Julia.

EX-BBB MAYARA MOTTI PRESTA QUEIXA EM DELEGACIA NO RIO DE JANEIRO...

FONTE: Do UOL, no Rio (http://tvefamosos.uol.com.br).


http://assets.pinterest.com/images/pidgets/pinit_fg_en_rect_red_28.png
A ex-BBB Mayara Motti prestou queixa na 16a DP na Barra da Tijuca, zona oeste do Rio neste sábado (29). A modelo fez uma denúncia contra um perfil falso que se passava por ela nas redes sociais.


"O perfil pedia vários dados pessoais para as meninas, passaporte, perguntando se não queria ir para festa de jogador no exterior e as meninas, na inocência, acabaram caindo e mandando vários dados. 

Até que uma delas, que me segue, mandou para minha assessoria e estamos tomando as medidas necessárias", contou Mayara ao UOL.

ENTENDA OS PRINCIPAIS RISCOS QUE O SALÃO DE BELEZA OFERECE À SUA SAÚDE E COMO EVITÁ-LOS...

FONTE:, Redação (https://www.msn.com).

Quando se procura um salão de beleza, é comum levar em consideração alguns fatores como proximidade, qualidade dos serviços, preço e habilidade dos profissionais. Até aí, tudo bem. Mas existe um fator muito importante que muitas vezes pode ficar de fora: a higiene.

Claro que existem casos em que as irregularidades ficam escancaradas, como quando os instrumentos da manicure estão enferrujados ou quando o chão do salão está lotado de cabelos e ninguém limpa. No entanto, algumas sutilezas podem passar despercebidas. E é justamente nessas ocasiões que pode acontecer uma alergia ou mesmo contato com algum instrumento que não foi higienizado corretamente.

Para que sua experiência no salão de beleza não vire um momento desagradável, veja a seguir quais aspectos você precisa prestar atenção.

Materiais químicos.
Se você for fazer um procedimento químico no cabelo, é muito importante perguntar ao cabeleireiro quais são os produtos que ele irá utilizar. Isso porque existem alguns itens que podem causar danos - muitas vezes irreversíveis - à estrutura do fio.

"O mais indicado é que seja feito um teste de mecha, pois, dessa forma, é possível saber se existe risco de manifestação alérgica no cliente", explica o presidente da Associação Brasileira de Salões de Beleza, José Augusto Santos. O teste de mecha é bem simples: basta pegar um pedaço do cabelo, aplicar um pouco do produto e ver como ele se comporta nos próximos minutos.

Além disso, é importante também pedir ao cabeleireiro que mostre o rótulo dos produtos que irá usar. Alguns produtos são altamente prejudiciais à saúde. Um deles é o formol, que pode causar irritações na pele, olhos e nariz, queimaduras, alergias respiratórias e, quando inalado, pode até causar câncer.

Um dos procedimentos que mais causam preocupação com o uso do formol é o alisamento de cabelo. De acordo com a Anvisa, o formol é proibido como alisante porque o uso dessa substância só é seguro se usado em baixa quantidade, mas alguns estabelecimentos acabam usando doses concentradas do produto.

Pentes e escovas de cabelo.
Mesmo quem vai apenas cortar ou escovar os cabelos precisa se atentar à qualidade dos materiais utilizados. Segundo o dermatologista Valter Claudino, escovas e pentes que não foram adequadamente higienizados podem transmitir fungos.. Por isso, se você perceber que os objetos usados pelo cabeleireiro estão com muitos cabelos, é importante pedir para trocar.

Toalhas.
As toalhas usadas no momento da lavagem e do corte também podem transmitir doenças como micoses e dermatites. Por isso é importante que estejam sempre limpas. Se perceber que já foram usadas por outras pessoas, solicite ao profissional que faça a substituição imediatamente.

Esterilização.
De acordo com a infectologista Ana Cristina Garcia Ferreira, na hora de fazer as unhas dos pés e mãos, são usados alguns instrumentos que, se não forem esterilizados de forma correta, podem transmitir doenças como hepatite B e C, doenças causadas por fungos e alergias. Sendo assim, é importante ficar de olho na higienização dos objetos usados pela profissional

O equipamento utilizado para fazer a esterilização dos objetos é a autoclave. Santos explica que os instrumentos são colocados dentro de um saquinho de esterilização e lacrados para a realização do procedimento de higienização. Utensílios como alicates, pinças e cortadores devem passar por esse processo de purificação.

"Quando os instrumentos são esterilizados, a embalagem fica com um aspecto mais marrom. Quem quiser se certificar que os instrumentos que serão utilizados estão devidamente higienizados, pode pedir para dar uma olhada na embalagem", alerta Santos.

Itens descartáveis.
Enquanto alguns itens precisam ser esterilizados, outros precisam ser substituídos. É o caso das lixas de unhas de pés e unhas, palitos de madeira e o plástico que forra a bacia do escalda pés. Isso porque eles também podem transmitir fungos e bactérias.

Kit próprio
Uma dica é levar o próprio kit no momento de fazer as unhas. Essa atitude ajuda a prevenir contaminação por objetos mal higienizados.

Na depilação.
Na hora de fazer depilação também é importante ficar de olho nos procedimentos de higiene do salão. Primeiramente, é importante que o forro da mesa seja substituído. É importante que a profissional faça isso sempre que uma cliente nova chegar. Além disso, é importante prestar atenção à cera utilizada para fazer a depilação.

"É fundamental usar ceras que tenham sido adquiridas no mercado e nunca feitas a partir de métodos caseiros", ressalta Santos.

Ele conta que é importante também prestar atenção no lixo ao qual a cera é despejada. ?Se houver um lixo específico para a cera, pode ser que o salão faça isso para reaproveitar o material depois. Isso é errado. Não há necessidade de a cera ser jogada em um lixo diferente. Se isso acontecer, é importante questionar o profissional?, alerta Santos.

Na maquiagem.
Quando for fazer maquiagem no salão de beleza, é importante checar com o profissional a procedência dos produtos utilizados. É importante que sejam de marcas certificadas pela Anvisa. Da mesma forma, é válido questionar o profissional sobre a higiene dos pincéis e maquiagens. Isso porque esses itens podem transmitir fungos se não forem higienizados adequadamente.

A principal preocupação tem que ser com as maquiagens que serão usadas nos olhos e na boca. No caso dos olhos, o lápis de olho merece atenção. Uma dica é pedir ao maquiador para apontar o lápis de olho no momento de maquiar. Isso ajuda a descartar possíveis fungos que estejam na superfície do objeto.

É importante prestar atenção na forma como o profissional aplica o batom. O ideal é seja passado um pano como forma de eliminar possíveis fungos na superfície do produto. Além disso, o batom não deve ser aplicado diretamente na boca e, sim, em um pincel. Também vale a pena se atentar ao pincel que é usado. Uma forma de evitar possíveis problemas seria levar o próprio pincel de casa.

Certificação.
Certifique-se que o estabelecimento possui certificação da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT). De acordo com Santos, ter um certificado da ABNT mostra que o estabelecimento cumpre procedimentos de boas práticas e segurança tanto para os funcionários quanto para os clientes.


Por último, é válido saber se o estabelecimento conta também com certificação da Agência de Vigilância Sanitária (Anvisa). As normas do órgão também propõem boas práticas em relação à segurança de funcionários e clientes, bem como fiscalização em relação à procedência dos produtos utilizados no salão.

BEBÊS SÃO RESFRIADOS PARA EVITAR SEQUELAS...

FONTE:, Fabiana Cambricoli, São Paulo (http://noticias.uol.com.br).


Depois de dar à luz três crianças, a doméstica Julia Rose Alves da Silva Sapucaia, de 31 anos, considerava-se uma especialista em cuidados básicos com recém-nascidos. "A primeira coisa que a gente faz na gravidez é comprar bastante roupinha para agasalhar o bebê quando nasce. Ele não pode perder calor", pensava ela. Mas com Lorenzo, seu quarto filho, aconteceu o contrário. Logo após ser retirado do útero da mãe, no dia 10 de maio de 2016, o menino foi levado para a UTI neonatal da Santa Casa de São Paulo para ser resfriado, ou seja, ter a temperatura corporal reduzida. O procedimento era a aposta dos médicos para salvar a vida do menino. E deu certo.

Por complicações na gravidez de Julia, Lorenzo ficou sem oxigenação no momento do parto. A condição, chamada de encefalopatia hipóxico-isquêmica, pode provocar a morte da criança ou deixar sequelas neurológicas graves, como paralisia cerebral. No caso de Lorenzo, ambos os desfechos foram evitados pela técnica de hipotermia terapêutica neuroprotetora, procedimento em que o recém-nascido tem sua temperatura corporal reduzida para 33 a 34°C - 3 graus abaixo da normal - como forma de frear as lesões cerebrais iniciadas na asfixia ocorrida no parto.

"Por meio da técnica, conseguimos diminuir o metabolismo do bebê e, com isso, reduzir a liberação de substâncias que aumentariam as lesões cerebrais provocadas pela privação de oxigênio no momento do nascimento", explica Mauricio Magalhães, chefe do setor de neonatologia da Santa Casa e professor da Faculdade de Ciências Médicas da instituição. O resfriamento é feito por meio de um colchão ou bolsa térmica e o bebê passa por monitoramento cerebral durante todo o período.

Para que o procedimento tenha sucesso, ele deve ser iniciado em até seis horas após o parto e a criança deve ser mantida em temperatura mais baixa por três dias. "Após a hipotermia, o bebê vai sendo reaquecido lentamente, em cerca de meio grau por hora", diz Magalhães, um dos pioneiros a trazer a técnica ao Brasil, em 2009. Hoje, outros hospitais e maternidades de São Paulo realizam o procedimento, como São Luiz, Santa Joana e Albert Einstein.

A Santa Casa acaba de completar a marca de cem bebês submetidos ao procedimento. Apenas 3% deles não resistiram às complicações do parto e 2% desenvolveram sequelas neurológicas mesmo passando pela hipotermia, índice muito abaixo do registrado entre crianças que não foram resfriadas.

Segundo Magalhães, o índice de bebês com quadro de encefalopatia hipóxico-isquêmica que morrem após o parto chega a 25% quando a hipotermia não é realizada. E entre os que sobrevivem, até 75% podem ter algum dano se a intervenção não é feita. "A técnica reduz o risco de sequelas, mas, infelizmente, no Brasil, somente 5% dos bebês nascidos com a condição são submetidos ao procedimento", afirma o especialista.

Confiança nos médicos. No caso do bebê Lorenzo, hoje com 11 meses, a mãe conta que estranhou ao vê-lo "gelado e só de fraldinha" na UTI, mas diz que "confiou nos médicos" pois sabia que aquela era a única opção para evitar o pior.

"O quadro dele era muito grave. Ele foi entubado. Naquele momento eu nem estava pensando em possíveis sequelas, eu tinha medo de ele nem sequer sobreviver", conta Julia.

Hoje, os médicos até se surpreendem com o desenvolvimento do menino, que tem alcançado algumas habilidades em um prazo mais rápido do que outras crianças da sua idade. "Ele não ficou com nenhuma sequela, é muito esperto e ativo e começou a andar com 8 meses", conta a mãe, orgulhosa.


Miguel, hoje com 2 anos e 7 meses, foi outro bebê a ficar sem nenhuma sequela, mesmo após passar cinco minutos sem oxigênio no momento do nascimento. "Talvez ele teria tido outro destino se nascesse em um hospital que não adota a hipotermia porque, se cinco minutos é muito tempo para alguém ficar sem ar, imagina para um bebezinho", diz a atendente Diane Rodrigues da Silva, de 26 anos, mãe do menino.

ILUSÃO DE ÓTICA LEVA INTERNAUTAS À LOUCURA: "DE QUAL CAVALO É A CABEÇA? "...

FONTE: Redação/RedeTV! (http://www.redetv.uol.com.br).


Uma imagem publicada recentemente no site "Bored Panda" vem deixando internautas de cabelo em pé. No clique, registrado por Hugo Maciel, dois cavalos aparecem no que, ao primeiro momento, parece ser uma imagem como qualquer outra. A ilusão de ótica, contudo, vem confundindo os espectadores que não conseguem se decidir de qual cavalo pertence a cabeça. 
Sem uma resposta certa, a imagem já foi visualizada milhares de vezes e parece não haver um consenso. "Pertence obviamente ao da direita. Você consegue ver toda a crista do da direita. A orelha deixa ainda mais óbvio", escreveu um internauta. "Ela pertence ao da esquerda. Olhe para as orelhas atrás da cabeça, elas obviamente pertencem ao cavalo da direita", rebateu outro. 


A equipe do portal da RedeTV! analisou a imagem e deu seu palpite: a cabeça pertence ao cavalo do lado direito da imagem. E você, o que acha? 

BOTTAS DEIXA VETTEL E HAMILTON PARA TRÁS E VENCE PELA 1ª VEZ NA FÓRMULA 1...

FONTE:, TRIBUNA DA BAHIA.

Bottas se tornou o 107.º a vencer uma prova da categoria, o quinto finlandês.



A Fórmula 1 tem mais um nome em sua galeria de vencedores a partir deste domingo. O finlandês Valtteri Bottas subiu no lugar mais alto do pódio de uma prova da categoria pela primeira vez ao surpreender os favoritos Sebastian Vettel e Lewis Hamilton e conquistar o GP da Rússia, em Sochi.

Em sua quarta temporada como piloto titular da Fórmula 1, sendo a primeira na Mercedes, Bottas se tornou o 107.º a vencer uma prova da categoria, o quinto finlandês. Ele mostrou qualidade e inteligência para vencer uma prova de poucas emoções ao completar as 52 voltas no circuito em 1h28min08s743.

Em um circuito de difícil ultrapassagem, a corrida foi decidida na largada e na estratégia das equipes. Bottas saltou de terceiro para primeiro na saída, deixando para trás as duas Ferraris. A equipe italiana, então, colocou Vettel na briga novamente graças a uma estratégia ousada, abusando dos pneus, mas o finlandês se segurou para confirmar o triunfo.

Além da felicidade pela primeira vitória, Bottas mostrou à Mercedes que pode entrar na briga pelo título, que parecia resumida a seu companheiro de equipe Hamilton, que foi apenas o quarto neste domingo, e a Vettel, que teve que se contentar com a segunda colocação.

E se não pôde comemorar a vitória, o alemão ao menos celebrou a manutenção tranquila da liderança no Mundial de Pilotos, com 86 pontos, 13 à frente de Hamilton. Bottas, agora, tem 63 pontos, na terceira colocação, seguido por Kimi Raikkonen, que chegou a 49 pontos com a terceira colocação deste domingo.

Hamilton, aliás, teve dia para esquecer em Sochi. Não bastasse ter largado em quarto, se mostrou bem mais lento que seus concorrentes ao longo de toda a corrida e ficou fora do pódio pela primeira vez desde o GP da Malásia do ano passado, em outubro, quando precisou abandonar.

Já o brasileiro Felipe Massa fazia boa prova até a reta final, quando sua Williams apresentou problemas no pneu e o obrigou a uma inesperada segunda ida aos boxes. Com isso, ele precisou se contentar com o nono lugar, que pelo menos o fez somar pontos, indo a 18 no total na temporada - é o oitavo do Mundial.

Agora, a Fórmula 1 se prepara para ir à Catalunha, onde acontecerá o GP da Espanha, próxima etapa da temporada. A corrida será disputada no dia 14 de maio, às 9 horas (de Brasília).

A PROVA - Antes mesmo de ser dada a largada, o pesadelo de Fernando Alonso e da McLaren teve mais um capítulo, e dos mais incomuns. Já na volta de apresentação, o carro da tradicional equipe inglesa apresentou problemas e parou no meio da pista, obrigando o espanhol a abandonar a corrida mesmo antes de ela começar.

O incidente atrasou um pouco a largada, e quando as luzes verdes apareceram, Valtteri Bottas mostrou por que a Mercedes foi buscá-lo na Williams para substituir o campeão Nico Rosberg. O finlandês foi perfeito, saltando para a liderança e deixando Sebastian Vettel e Kimi Raikkonen para trás.

Lewis Hamilton mostrou que seria mesmo apenas um coadjuvante em Sochi e manteve-se em quarto, sem sequer incomodar os três primeiros. Outro piloto arrojado, Max Verstappen ultrapassou Felipe Massa e seu companheiro de Red Bull Daniel Ricciardo, saltando de sétimo para quinto.

Massa manteve-se em sexto porque também ultrapassou Ricciardo. O australiano da Red Bull, aliás, também viveu mais um dia para esquecer neste domingo e logo nas primeiras voltas viu seu carro apresentar problemas no freio. Sem solução, precisou abandonar.

Em uma pista de difícil ultrapassagem, a prova perdeu ainda mais em emoção porque logo nas primeiras curvas, Jolyon Palmer e Romain Grosjean se chocaram e abandonaram a prova, exigindo a entrada do Safety Car. Bottas, então, aproveitou para manter a ponta e, posteriormente, disparar.

A Mercedes viveu dia de extremos, e enquanto via Bottas disparar na ponta, assistia também a uma exibição decepcionante de Hamilton. Considerado o primeiro piloto da equipe, o inglês esteve irreconhecível e manteve-se na quarta colocação totalmente afastado da briga pela ponta, desempenho abaixo do esperado para quem deseja brigar pelo título da temporada.

Por outro lado, parecia que a vitória de Bottas era certa. Isso até a estratégia da Ferrari surpreender mais uma vez. O finlandês viu a diferença para Vettel cair volta após volta por causa da degradação de seus pneus, muito maior do que os do rival alemão.

A Ferrari, aliás, atrasou a ida de Vettel para os boxes, e mesmo com os pneus sofrendo, o alemão seguia mais rápido do que o finlandês. Após a parada de ambos, Bottas estava na frente, mas o triunfo já não parecia garantido.

Os quatro segundos de vantagem do piloto da Mercedes para o alemão da Ferrari foram diminuindo volta após volta, até eles ficarem quase grudados no fim. Com duas voltas para o término, no entanto, Vettel perdeu tempo atrás do retardatário Felipe Massa - inclusive, reclamou bastante do brasileiro -, o que garantiu a vitória de Bottas.

Massa, aliás, vinha fazendo uma prova bastante tranquila até a 43.ª volta, quando precisou parar nos boxes pela segunda vez por causa de um problema nos pneus. Com isso, deixou a briga pela sexta posição, definida por ele como meta, e teve que se contentar com o nono lugar.

Confira a classificação final do GP da Rússia:

1) Valtteri Bottas (FIN/Mercedes), em 1h28min08s743

2) Sebastian Vettel (ALE/Ferrari), a 6s617

3) Kimi Raikkonen (FIN/Ferrari), a 11s000

4) Lewis Hamilton (ING/Mercedes), a 36s320

5) Max Verstappen (HOL/Red Bull), a 60s416

6) Sergio Pérez (MEX/Force India), a 86s788

7) Esteban Ocon (FRA/Force India), a 95s004

8)
Nico Hülkenberg (ALE/Renault), a 96s188

9) Felipe Massa (BRA/Williams), a uma volta

10) Carlos Sainz (ESP/Toro Rosso), a uma volta

11) Lance Stroll (CAN/Williams), a uma volta

12) Daniil Kvyat (RUS/Toro Rosso), a uma volta

13) Kevin Magnussen (DIN/Haas), a uma volta

14) Stoffel Vandoorne (BEL/McLaren), a uma volta

15) Marcus Ericsson (SUE/Sauber), a uma volta

16) Pascal Wehrlein (ALE/Sauber), a duas voltas

Não completaram a prova

Jolyon Palmer (ING/Renault)

Fernando Alonso (ESP/McLaren)

Romain Grosjean (FRA/Haas)

Daniel Ricciardo (AUS/Red Bull).