sexta-feira, 31 de julho de 2015

EXAME DE SANGUE PODE PREVER A DEPRESSÃO PÓS-PARTO...

FONTE:, (www.msn.com).
A depressão pós-parto afeta cerca de 20% das mulheres que têm filhos. Além de colocar as mães em risco, pode comprometer o desenvolvimento comportamental, cognitivo e social das crianças. 
Uma cientista da Universidade da Virgínia, Prof. Jessica Connelly, com a colaboração de cientistas de outras instituições nos Estados Unidos e no Reino Unido, descobriu que o hormônio oxitocina, envolvida no aleitamento e no afeto entre mães e bebês, também está associada à depressão pós-parto.
Os investigadores descobriram que os baixos níveis deste hormônio no sangue podem servir como indicativo de que a mulher terá o problema, relata o Medical News Today.

Este estudo, publicado na revista Frontiers in Genetics, analisou a informação de milhares de mulheres e concluiu que as mães que sofriam de depressão pós-parto tinham níveis baixos de oxitocina. Ainda assim, admitem que é preciso fazer mais estudos, para confirmar a tese.

CONTRA ESTIGMA DA DEFICIÊNCIA, MULHER COM PARALISIA FAZ ENSAIO DE LINGERIE...

FONTE: iG São Paulo, TRIBUNA DA BAHIA.

Pouco antes de se casar, americana que ficou paralisada do peito para baixo em acidente decidiu fazer um ensaio sexy contra o preconceito; veja as fotos.


Rachelle Chapman de 29 anos sofreu uma lesão na medula espinhal, depois de ser empurrada de brincadeira em uma piscina na própria festa de despedida de solteira.
O acidente a deixou paralisada do peito para baixo. Desde então a americana quer “colocar uma cara diferente na deficiência”.
Rachelle contou em uma entrevista à revista americana People que, depois do acidente, sua autoestima baixou em razão de comentários maldosos escritos por estranhos na internet: “De repente eu percebi que pessoas me viam como ‘não-namorável’”.
Para mudar esta imagem e encorajar outras pessoas com deficiência, Rachelle fez um ensaio de lingerie, inclusive mostrando o catéter que terá de usar para o resto da vida.

"Eu tenho de aceitá-lo, e queria mostrar às pessoas que não é só porque você tem isso que você é isso. Ele não tem que ser o foco do que você é e da sua aparência”. 

UM QUINTO DAS CIDADES BRASILEIRAS ESTÁ EM EMERGÊNCIA...

FONTE: CORREIO DA BAHIA (redacao@correio24horas.com.br).
Os desastres causados por excesso de chuvas, ventos fortes e até granizo atingiram outros 141 municípios no Brasil.

Quase 22% dos municípios brasileiros estão com situação de emergência ou de calamidade pública. No total, 1.206 cidades do país tiveram esse tipo de condição reconhecido pelo Ministério da Integração Nacional, sendo 949 cidades da região Nordeste. 
A  maioria dos decretos ocorreu por conta da estiagem (período intermediário sem chuvas), que afetou 707 municípios, ou da seca (período prolongado sem chuvas), um drama vivido por 358 cidades. Os desastres causados por excesso de chuvas, ventos fortes e até granizo atingiram outros 141 municípios no Brasil. 
Alguns dos mais recentes dos chamados eventos climáticos extremos atingiram os estados da região Sul, incluindo um tornado em Francisco Beltrão (PR), a 386 km de Curitiba. O número de cidades brasileiras atingidas por esses fenômenos, somente nos sete primeiros meses deste ano, já é quase igual ao da média histórica. 
Na série iniciada em 2003, em média, 1.416 municípios têm situação de emergência ou calamidade pública reconhecida pela União. Contudo, de 2010 para cá, apenas em 2011 o número de cidades classificadas em uma dessas duas condições foi menor que esse índice.

HÁBITOS ALIMENTARES PIORAM NO MUNDO INTEIRO...

FONTE: , Donald G. Mcneil Jr, (noticias.uol.com.br).


Pessoas de alguns países pobres e de renda média têm dietas mais saudáveis do que as de nações ricas, mas os principais fabricantes de salgadinhos e refrigerantes miram as crianças de uma forma que será prejudicial à sua saúde, segundo uma série de estudos sobre obesidade.

Publicado na semana passada em edições especiais sobre obesidade de "The Lancet" e "Lancet Global Health", o estudo detalhou a piora dos hábitos de consumo de alimentos pelo mundo. A pesquisa registrou a disparada da publicidade de "junk food" e como apenas alguns países agiram para proteger suas crianças desses anúncios.

Alguns países muito pobres se saíram bem em um estudo que comparou o consumo de 13 alimentos saudáveis (como frutas e grãos integrais) e sete insalubres (como refrigerantes e gorduras trans) em 187 países. Chade e Mali tiveram as notas mais altas; logo atrás vieram o Laos, Mianmar e Guiana, ao lado de Grécia e Turquia, onde a dieta mediterrânea é comum.

Entre os países com as piores dietas estão o Cazaquistão, Mongólia e Argentina. Os Estados Unidos tiveram uma nota abaixo da média, se saindo pior do que Canadá ou México, ficando ao lado do Brasil e de países da Europa Oriental.

Um padrão alarmante está surgindo no Brasil, Vietnã, África do Sul, Índia, México e outros países anteriormente pobres que estão ficando mais ricos: muitas crianças têm altura atrofiada por causa da má nutrição, mas são obesas.

Segundo um estudo, no Egito a atrofia em crianças pequenas aumentou depois de 2003 porque criações de aves foram abatidas para deter a gripe aviária H5N1.

Ao mesmo tempo, a publicidade de refrigerantes, salgadinhos e cereais açucarados para crianças cresceu na televisão, em aplicativos e jogos na internet; os gastos publicitários da Coca e da Pepsi somente nos países árabes passaram de US$ 40 milhões em 2006 para US$ 400 milhões em 2012.


O consumo per capita de Coca-Cola triplicou no Egito nos últimos 20 anos, e o número de lanchonetes do McDonald's passou de quatro, em 1994, para 56 em 2013. Levantamento de 2011 constatou que um terço dos adolescentes egípcios tinha sobrepeso.

JOGADORA COLOMBIANA PODE SER CONDENADA À MORTE POR TRÁFICO DE DROGAS...

FONTE: CORREIO DA BAHIA (redacao@correio24horas.com.br).
Juliana López Sarrazola foi detida após ser encontrada com drogas escondidas em um notebook.
A jogadora de futebol e modelo colombiana Juliana López Sarrazola, pode ser condenada à morte por tráfico de drogas. De acordo com o jornal espanhol 'Mundo Deportivo', ela está detida na China aguardando julgamento desde que foi flagrada com drogas escondidas em um notebook no aeroporto do país. O governo colombiano afirma que não foi Juliana quem colocou a droga no aparelho e está mobilizado no caso.
Juliana López foi presa no dia 18, mas só agora o caso foi revelado. Diplomatas e políticos colombianos tentam provar que a droga não é da jogadora. Pela lei da China, traficantes de drogas são condenados à morte ou prisão perpétua. 
Integrante da equipe "Las Divas", que viaja o mundo fazendo partidas de exibição de futebol, Juliana Sarrazola concorreu ao título de Miss Mundo deste ano. 

CACHORRO "VELA" CORPO DE DONO ASSASSINADO EM SALVADOR...

FONTE: Andrezza Moura (atarde.uol.com.br).


Em um instinto de amizade, lealdade e fidelidade, o cachorro do pedreiro Adjailson Bela de Almeida, 41 anos, o Deja, permaneceu a todo instante ao lado do corpo do dono, como se estivesse velando-o.
Deitado em uma poça de sangue, o animal só saiu de perto do amigo quando a polícia chegou. Mas acompanhou de longe, com um semblante tristinho, o trabalho dos peritos do Departamento de Polícia Técnica (DPT).
Ele se aproximava do corpo de Deja e encostava o focinho na tentativa de acordá-lo.
Deja foi executado com sete tiros na cabeça, braço, perna, ombro e mão, na tarde de quinta-feira, 30, na Rua Direta de Pituaçu, em Nova Sussuarana - na localidade da Portelinha -, às margens da Avenida Gal Costa.

O cachorro seguiu, como num cortejo fúnebre, o corpo do amigo ser levado pelos funcionários do DPT até o 'rabecão', e só se afastou quando o carro deixou a rua.De acordo com a delegada Marilene Lima, do Departamento de Homicídios (DHPP), familiares contaram que Deja não se envolvia com a criminalidade, nem usava drogas. Sob anonimato, um policial militar disse que a vítima seria usuária de drogas.

CONFIRA COMO SE LIVRAR DOS ÓCULOS DEPOIS DE UMA CIRURGIA DE CATARATA...

FONTE: TRIBUNA DA BAHIA.

A catarata é uma doença ocular muito comum, acometendo mais da metade da população de idosos.

    
A catarata é uma doença ocular muito comum, acometendo mais da metade da população de idosos – embora o problema possa surgir muito antes disso, até mesmo na faixa dos 40 anos. Ninguém sabe ao certo, ainda, por que o cristalino (lente natural e transparente) vai oxidando e se tornando esbranquiçado até que a pessoa não enxergue mais nada, perdendo completamente sua autonomia.
De acordo com Renato Neves, diretor-presidente do Eye Care Hospital de Olhos, em São Paulo, além do envelhecimento, outros possíveis fatores incluem: fumo, excesso álcool, radiação solar (ultravioleta), diabetes, hipertensão, obesidade, uso prolongado de determinados medicamentos, histórico de inflamações oculares frequentes, alto grau de miopia e histórico de catarata na família.
O problema, até recentemente, é que muitos pacientes ainda dependiam do uso de óculos mesmo depois de fazer a cirurgia de catarata. Mas isso está mudando.
“A cirurgia de catarata passou pelos maiores avanços nos últimos 20 anos. Mas só recentemente alcançou um nível de excelência, oferecendo mais segurança para o cirurgião e resultados muito melhores para os pacientes. Com o auxílio de um equipamento chamado Lensx Laser, as etapas da cirurgia ganharam muita precisão. Praticamente tudo é programado no computador, sendo que o laser faz a incisão, a capsulotomia, a incisão de astigmatismo, e ainda dissolve a catarata. Cabe ao cirurgião aspirar e implantar a lente intraocular – que dispensa do uso de óculos para longe e para perto na maior parte dos casos”, detalha o especialista.
Neves explica que, apesar de bastante simples, logo após a cirurgia de catarata o paciente deve utilizar corretamente os colírios anti-inflamatórios e antibióticos que seu médico prescrever.
“Quase todos os pacientes podem voltar às atividades normais pouco tempo depois da cirurgia, mas recomendamos um tempo de adaptação para que a pessoa se adapte à sua nova visão. Afinal, para quem estava enxergando pouco, voltar a ver tudo com clareza de detalhes pode causar alguma insegurança nos primeiros dias. Até por isso recomendamos que o paciente não dirija nem pratique atividades de risco por uma semana, até ser reavaliado pelo oftalmologista”.
Na opinião do especialista, é bobagem pensar que se deve deixar a catarata evoluir bastante para só então optar pela cirurgia.
“Primeiramente, trata-se de uma perda visual gradativa e que muitas vezes passa despercebida logo no início. Por outro lado, esse tipo de cegueira reversível é tão limitante para o paciente, impactando sua autoestima e seu relacionamento familiar e pessoal, que não vale a pena deixar o problema se agravar desse jeito. Caso haja sintomas, é importante que médico e paciente acompanhem a progressão da doença e decidam o momento mais apropriado para a remoção da catarata”.

Os sintomas mais comuns são: perda gradual da visão; objetos passam a ser vistos de forma embaçada, amarelada; à noite ou em ambientes mal iluminados, o paciente sente ainda mais dificuldade para enxergar; percepção de halos ao redor de luzes; ofuscamento e sensação de mal-estar em ambientes muito iluminados.

REPOLHO AJUDA A PREVENIR O CÂNCER DE INTESTINO...

FONTE: , Rita Novais (www.msn.com).

Quando somos crianças, muitas vezes torcemos o nariz para o repolho, mas incluí-lo na alimentação infantil e prezar por tê-lo em nossa alimentação durante a vida adulta é fundamental, pois este alimento é riquíssimo. 
O repolho é uma fonte de vitamina C, que melhora a imunidade, potássio, que ajuda a controlar a pressão arterial, folatos, betacarotenos, aliados da pele e visão, vitamina K, que melhora a coagulação sanguínea, e vitamina B6, que previne anemia. 
O alimento também conta com manganês, fibras, potássio, vitamina B1, cobre, colina, aliada do cérebro, fósforo, vitamina B2, magnésio, que é bom para o cérebro, cálcio, importante para os ossos, selênio, essencial para a tireoide, ferro, que previne anemia, ácido pantotênico, niacina e pobre em calorias. Surpreendente, não acham? 
Com todas essas características, o repolho auxilia no funcionamento do intestino, na diminuição do colesterol e aumenta a saciedade. As antocianinas encontradas no repolho roxo são compostos anti-inflamatórios, mas todos os tipos de repolho contêm quantidades significativas de polifenóis que fornecem benefícios anti-inflamatórios. 
Mais há mais um benefício, que é um verdadeiro bônus presente no alimento: Os glicosinolatos são os grandes trunfos do repolho, pois estudos dizem que o consumo de repolho evita o câncer de intestino. 
O repolho pode ser incluído na dieta cru, em saladas ou ainda refogado ou no recheio de alimentos. Também pode ser batido e consumido com sucos de frutas. 

A quantidade recomendada de repolho fica por volta de 1/2 a 1 xícara, vai depender se a pessoa tem pré-disposição a formação de gases, pois esse alimento pode aumentar a produção de gases, principalmente se ingerido em excesso. O repolho pode ser consumido diariamente, não é necessário fazer intervalos. 

MAIS DE CEM MIL POLICIAIS SOFREM DISTÚRBIO PSICOLÓGICO EM TODO BRASIL...

FONTE: FONTE: iG - O Dia, TRIBUNA DA BAHIA.

Pesquisa aponta ainda que morrer fora do serviço amedronta 29,6% dos agentes.

A política de segurança no Brasil, que tem uma das maiores taxas de homicídios do mundo, está mexendo com a cabeça dos agentes da Lei. Pesquisa divulgada ontem pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP) apurou que 15,6% deles já tiveram algum tipo de distúrbio psicológico detectado por conta do trabalho. Considerando que o país tem um efetivo oficial de 700 mil agentes da lei, aproximadamente, o susto aumenta: são 109 mil afetados, entre policiais civis, militares, rodoviários, federais, bombeiros e guardas municipais. 
“Enquanto não dermos a devida atenção à realidade cotidiana do policial, continuaremos vivendo um divórcio entre polícia e sociedade”, avalia a socióloga Sílvia Ramos, do Centro de Estudos de Segurança e Cidadania (Cesec), da Universidade Cândido Mendes. “Os resultados são surpreendentes e preocupantes.” 
Os números foram apresentados por Samira Bueno, do FBSP, Rafael Alcadipani, da Fundação Getúlio Vargas (FGV), e Roberta Novis, também da FGV. Dos 10.323 agentes ouvidos pela pesquisa, 44,5% trabalham nas Polícias Militares, 51,8% são pretos e pardos e 85,1%, homens. O Fórum acontece desde quarta-feira na sede da FGV, no Rio, e termina hoje com a presença do Ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, que irá lançar um pacto pela redução dos homicídios. 
O raio X da atuação dos agentes da Lei mostra uma polícia que tem mais medo de morrer em serviço do que fora dele. Nada menos do que 75,6% responderam que já foram vítimas de ameaças por seu trabalho e 61% tiveram colegas vítimas de homicídio em serviço. Entre PMs, este percentual chega a 73%. Morrer fora do serviço amedronta 29,6% dos policiais, o que explica o alto índice de agentes que escondem suas fardas antes de deixar o serviço. Segundo o estudo, 44,3% guardam o uniforme ou o distintivo no trajeto entre suas casas e o trabalho, e 61,8% evitam usar o transporte público. Para proteger os familiares, 35,2% não revelam sua profissão a conhecidos, pelo fato de serem policiais, e 33,6% tiveram pelo menos um parente vítima de violência, ou ameaçado.
Ms se sentem discriminados. 
A discriminação citada por Sílvia Ramos, da Cândido Mendes, aparece na pesquisa mais para quem veste a farda de policial militar. O estudo aponta que 73,8% dos PMs se sentiram discriminados por serem profissionais de segurança pública, contra 65,7% da categoria como um todo. E nada menos do que 51% têm receio sobre como conduzir ações de abordagem, prisão por drogas ou uso da força por falta de diretrizes claras sobre como tomar tais atitudes. “Estamos acostumados a dizer que a sociedade teme a polícia por perceber alguns agentes como brutais e violentos. Mas até agora demos pouca atenção ao que eles pensam e como vivem”, conclui Sílvia.

Droga é um problema de saúde’.
Uma das estrelas do Fórum, o Secretário Nacional de Políticas Sobre Drogas, Vitore Maximiano, defendeu ontem a descriminalização do usuário de drogas. Durante palestra, Vitore mostrou dados indicando que a Europa só conseguiu começar a reverter os problemas com usuários, nos anos 80, quando trocou a política repressiva pela de prevenção. Com números que cruzavam uso de maconha com taxa de homicídio, deixou claro que a utilização de drogas não gera comportamento violento — pelo contrário, é justamente a repressão que leva a este estado.

“Droga é um problema de saúde. Na América do Sul, o Brasil é o único país que ainda criminaliza o porte. Na França, por exemplo, 40% da população já experimentou maconha, e a taxa de homicídio é de 1,2 por 100 mil. Já na Venezuela, 5,6% da população usou a droga, mas a taxa é de 47 homicídios a cada 100 mil pessoas. Não há correlação evidente entre violência e consumo”, disse.

QUAIS SÃO RISCOS DE SE ENGOLIR ACIDENTALMENTE UM INSETO?...

FONTE:, (www.msn.com).


Engolir acidentalmente um inseto não é motivo de vergonha. Já aconteceu à grande maioria das pessoas, mas pode ser perigoso.
Esta é a ideia defendida por Bobbi Pritt especialista em microbiologia na Clinica Mayo. Em um artigo do Wall Street Journal, este patologista diz que engolir um inseto acidentalmente não é, afinal, um ato inofensivo. E explica o porquê.
Embora o corpo seja capaz de digerir artrópodes (filo de animais invertebrados, como aracnídeos, ácaros, carrapatos, mosquitos, moscas, pulgas ou percevejos) como faz com qualquer outro alimento, a ingestão de insetos que podem picar – como as abelhas, vespas ou determinadas espécies de moscas – pode ser um risco para os mais sensíveis.
Em causa, explica, está o fato de poderem picar a garganta, podendo “causar uma dor leve ou um inchaço localizado” que, por seu turno, irá dificultar a respiração e o ato de engolir. No caso das pessoas alérgicas à picada de insetos, o caso fica mais grave: queda da pressão arterial e até mesmo parada cardíaca são duas outras consequências possíveis.
“Sem um injetor EpiPen, engolir um inseto ou mosquito pode ser fatal”, alerta Bobbi Pritt.
Mas o perigo não está apenas nos insetos que picam. A alergia a certas proteínas de outros sem essa propriedade, como as baratas, pode ser igualmente fatal, especialmente quando em causa estão pessoas que sofrem de asma.

Engolir um inseto pode ainda levar bactérias nocivas para o corpo, como a Shigella presente nas moscas e que causa diarreia e perda de sangue. As pulgas dos cães e gatos, destaca o Wall Street Journal, podem ser também um motivo de alarme, uma vez que, depois de ingeridas, podem provocar o aparecimento de tênias.

AMERICANO COM DOENÇA MISTERIOSA PASSA MAL COM QUALQUER COMIDA...

FONTE: iG São Paulo, TRIBUNA DA BAHIA.

Alex Visker, de 19 anos, se alimenta por meio de uma sonda ligada ao estômago; médicos ainda não descobriram a causa da alergia a comida.


Um garoto americano de 19 anos tem uma condição de saúde rara que os médicos ainda não descobriram o que é. Segundo o jornal britânico DailyMail, Alex Visker é alérgico a proteínas e até mesmo um mísero pedaço de qualquer alimento o deixa com dor de estômago, fadiga, urticária, dor de cabeça e náusea intensa por dias.
Ele ainda pode ter um choque anafilático por causa da comida. Por conta disso, precisa ser alimentado por meio de uma sonda ligada diretamente no estômago.
"É difícil porque eu lembro como é o gosto da comida. A aparência do alimento e o cheiro, especialmente se for de alguma coisa que gosto, me deixa faminto. Mas eu não quero me sentir mal", , contou o jovem. 
"Estou com fome e quero comida o tempo todo, mas sei que não vale a pena. Ela não vale minha vida. E eu me sinto feliz por estar vivo".
Alex não come alimentos sólidos há quatro anos, mas a condição de saúde já havia se manifestado mais cedo, quando ele era ainda um bebê. A mãe de Alex disse que ele sofreu com dores musculares e nos ossos durante o período de crescimento. 
Os sintomas apresentados pelo garoto deixaram os médicos boquiabertos. Para melhorar os sintomas de Alex, os especialistas estão usando medicamentos para asma alérgica, antihistamínicos e outro para uma doença que deixa as pessoas mais propensas a coceiras, contrações intestinais e vermelhidão facial. Os medicamentos custam cerca de 7 mil dólares (R$ 23 mil) por mês.
Embora Alex tenha de receber alimento por meio de uma sonda, ele está começando a se sentir melhor, de acordo com o jornal. O jovem cozinha para os amigos e até leva a namorada para tomar sorvete. Segundo o DailyMail, o garoto não quer que ninguém se sinta mal ao comer na frente dele, só porque ele não pode fazer o mesmo.

"Eu lembro do gosto, e isso tem de ser suficiente", disse. 

DIRIGIR EM FAIXAS E VIAS EXCLUSIVAS PARA ÔNIBUS SE TORNA INFRAÇÃO GRAVÍSSIMA EM TODO PAÍS...

FONTE: CORREIO DA BAHIA (redacao@correio24horas.com.br).
Motorista flagrado perde 7 pontos na carteira e pode ter carro apreendido.
Trafegar em faixas e vias exclusivas para ônibus passou a ser uma infração gravíssima em todo o Brasil. Motoristas que infringirem a lei pagarão multa de R$ 191,54, perderão 7 pontos na carteira de habilitação e ainda podem ter o carro apreendido.
A lei que altera o Código Brasileiro de Trânsito (CTB) foi sancionada pela presidente Dilma Roussef e publicada no Diário Oficial desta sexta-feira (31).

Segundo informações do site Auto Esporte, antes da mudança na lei, transitar na faixa exclusiva à direita era considerado infração leve (3 pontos). Já nas faixas à esquerda, era grave (5 pontos), com multa de R$ 127,69. 
Em nenhum dos casos estava prevista a apreensão do veículo. A mudança no artigo 184 do Código vale tanto para os corredores (à esquerda), quanto para faixas exclusivas (à direita). 
De acordo com o site, em São Paulo, multas por invasão às faixas exclusivas cresceram mais de 60% nos cinco primeiros meses de 2015, comparado ao mesmo período de 2014.
Motoristas remunerados.
A nova lei também trará mudanças para taxistas e motoristas que exercem atividade remunerada. A partir de agora, os condutores serão multados se forem flagrados cobrando a tarifa com o carro em movimento. 
De acordo com o texto do Diário Oficial, a infração, que não estava prevista no Código Brasileiro de Trânsito (CTB), é considerada média e está sujeita à multa.

Os motoristas habilitados nas categorias C, D ou E, como caminhoneiros e condutores de ônibus ou vans, serão obrigados a fazer um curso de reciclagem quando levarem multas que atingem 14 pontos na carteira de habilitação, no período de um ano. Para motoristas das categorias A e B, o limite continua sendo de 21 de pontos.

O ACHADO...

I
Viajantes, seguindo, apresentavam bilhetes. Viajantes, chegando, mostravam aspectos bizarros. Costumes de caroá, vestidos de algodão leve, grossas blusas de lã e capas gaúchas.

Senhoras de passo lento surgiam, entremostrando saúde e alegria. Jovens risonhas caminhavam com a desenvoltura de modelos em passarela.

Perdido na multidão do grande aeroporto, Marcelino Nunes divagava, contemplando as hélices dos aviões de grande porte.

Relanceando o olhar em torno, via, encantado, o ambiente distinto.

O dinheiro corria em cédulas de mil.

Ninguém discutia a cobrança do excesso de malas, nem regateava a conta dos “souvenirs”, vendidos a preço de escorchar.

Marcelino sonhava...

Queria ser como aqueles forasteiros que iam e vinham pelas alturas.

Desejava viajar, viajar, rotulando bagagem com etiquetas de hotéis dos diferentes países.

“Turista importante, vida ideal” — pensava.

Mas para isso precisava de dinheiro, muito dinheiro.

Viera do interior buscando melhoria financeira na capital; entretanto, só encontrara um emprego de ninharia, na conceituação dele mesmo.

Nada além de balconista numa loja de novidades.

— “Marcelino, desça aquela taça da prateleira!”

— “Nunes, tenho pressa. Faça o favor.”

Cansara-se de ouvir fregueses insípidos.

Enfadara-se.

E atingia os trinta anos, sem que lhe fosse possível coisa melhor.

O ordenado mal dava para pensão e condução.

Preocupado, escrevia para a mãezinha viúva, relatando-lhe os problemas. Entretanto, a “velha”, na titulação com que lhe recordava o carinho, era espírita militante, e respondia, serena: 

— “Meu filho, dever correto é degrau para a verdadeira felicidade.”

— “A lei de Deus premia a perseverança no bem.”

— “ Não queira facilidades sem trabalho e suor.”

— “ Humildade, meu filho, mais humildade!”

Cada missiva materna era um apelo à energia moral.

Não reclamava; contudo, aborrecia-se.

— Ora essa! — costumava falar de si para consigo. — Pobre mãe! Sempre conselhos! Os espíritas parecem atacados de indigestão filosófica...

Enquanto ruminava os seus problemas, a pequena multidão, no grande aeroporto, exibia brasões.

Carteiras recheadas. Colares ricos. Alfinetes encastoados de pérolas. Pulseiras de ouro.

Relógios caríssimos.

— Ah! Se eu tivesse dinheiro, mandava esta vida às favas — dizia Nunes baixinho...


II
Descontente, Marcelino mastigava o cigarro, indo e vindo de um lado para outro.

Inquieto.

Solitário na turba.

Sedento de companhia.

Depois de longos minutos de insatisfação, sentou-se enquanto aguardava o ônibus.

No banco, apenas ele e um homem de bengala branca. Cego, de semblante sereno, aguardando pessoa amiga.

Destacando-se ao alcance da mão, viu algo.

Um pacote bem feito em papel pardo.

Cigarros? Quem sabe?

Havia visto, há tempo, um grande pacote de cigarros norte-americanos acondicionados daquela maneira.

Marcelino esperou.

Um moço veio e deu o braço ao companheiro de banco, retirando-se os dois. 

A sós, não teve qualquer dúvida.

Não se vendo observado, arrebatou o pacote com naturalidade e saiu.

— Posso fumar alguns dias, sem preocupação — refletia.

Afastou-se e, logo após, tomando o ônibus, retornou ao seu quarto humilde.

A sós, abriu cuidadosamente o embrulho e, oh! surpresa!

Ali estavam cédulas de mil cruzeiros, novíssimas.

Deviam ter saído de casa bancária na véspera.

Marcelino contou o primeiro lote, retirando a cinta elástica.

Cem notas! E, constando o todo de vinte maços, estava na posse de dois milhões de cruzeiros.

Trancou-se, cauteloso, arfando de emoção.

A consciência recomendava-lhe buscasse o dono, anunciando o achado.

Mas... por quê?

— Ajudaria a mãezinha cansada — argumentava —, seria útil a muitos amigos.

Sentia-se atrapalhado.

Via-se agora inseguro.

Não tinha lugar para tanto dinheiro.

Entretanto, o aposento era servido de boa chave e tinha, a mesa, gaveta sólida.

Invadido por pensamentos com que não contava, arquitetou a renovação.

Deixaria o emprego modesto.

Formaria novos hábitos.

Visitaria os familiares no interior, melhorando-lhes a sorte.

Em seguida, teria o seu próprio estabelecimento comercial.

Debalde tentou repousar naquela tarde de domingo.

À noite, buscou um cinema; contudo, não esperou pelo fim do filme.

A fortuna inesperada furtara-lhe a paz de espírito. 

No dia seguinte, comunicou ao chefe a retirada e pedia lhe fosse dispensada qualquer obrigação de aviso prévio.

O gerente aconselhou calma; entretanto, respondeu agressivo.

Disse que a loja lhe fora cárcere.

Não tencionava mais pôr os pés ali.

Queria começar vida nova.

Despediu-se da pensão pobre, ofendendo a dona da casa, referindo-se a pulgas indomáveis e pratos malfeitos. Logo após, instalou-se em hotel.

Gastara quatro dias em mudanças e andanças.

Resolvendo buscar o interior no dia seguinte, foi a uma grande loja, para compras.

Dando-se ares de importância, pediu a preparação de várias peças, em papel especial para presentes.

As aquisições montaram em onze mil e seiscentos cruzeiros.

Marcelino entregou doze notas, e o moço, gentil, na caixa, pedindo para que aguardasse o troco, afastou-se, solicitando um momentinho...

Alguns minutos passaram lentos, quando um agente policial chegou de improviso e deu-lhe ordem de prisão.

Em meia hora, o quarto de hotel passou por impiedosa revista.

O dinheiro encontrado era, todo ele, em série completa de notas falsas.

Recolhido ao distrito policial, o pobre Nunes chorava em desespero...


Olá Alma Irmã, nossas Fraternais Saudações!
Desejamos a você e aos seus amores um final de semana com muita paz e saúde!
Abraços fraternais.
Centro Espírita Caminhos de Luz – Pedreira – SP – Brasil.

Pelo Espírito Hilário Silva - Do livro: Almas em Desfile, Médium: Francisco Cândido Xavier.

quinta-feira, 30 de julho de 2015

PRESIDENTE DA ANVISA AFIRMA SER CONTRA AMPLIAÇÃO DO USO DE CANABIDIOL...

FONTE: ***  , Em Brasília (noticias.uol.com.br).
O presidente da Anvisa, Jarbas Barbosa, disse ser contrário à ampliação, neste momento, da indicação terapêutica do canabidiol, substância presente na maconha. Depois da aprovação do uso para casos de epilepsia grave em crianças e adolescentes, movimentos de pacientes e familiares começaram a pressionar para ampliar as indicações.
Barbosa lembra que não há estudos de eficácia sobre o uso do canabidiol. "Foi feita a decisão, acertada, de permitir o uso para casos em que não há alternativa terapêutica". Mas ele diz que, com exceção do caso já previsto pela Anvisa, não há outra doença que já não haja medicamentos disponíveis e eficazes. "Queremos evitar que sejam feitas no Brasil pesquisas com a substância fora do padrão ético."

Remédios.

Barbosa criticou ainda as regras preparadas pela autarquia para pôr em prática o sistema de rastreamento de remédios e disse esperar do Congresso a aprovação de projeto para ampliar para dez anos o prazo de entrada em vigor da estratégia, criada para inibir falsificações e contrabando.

Pela lei atual, o sistema deveria entrar em funcionamento em dezembro. A rastreabilidade cria uma espécie de RG para todos os medicamentos no país. A ideia é acompanhar a trajetória dos produtos, desde que eles deixam a indústria até a venda para o consumidor.

A lei, de 2009, previa um prazo de três anos para o mecanismo funcionar. Por causa de divergências com a indústria, com distribuidores e com representantes de farmácias, a regulamentação atrasou. Pelas regras da Anvisa, a indústria teria de controlar as informações, como a quantidade do que foi vendido e as datas das vendas. Barbosa defende a criação de um banco público de informações, gerenciado pela agência.


*** As informações são do jornal "O Estado de S. Paulo".

ESTUDANTE CRIA SPRAY QUE PODE SUBSTITUIR CAMISINHA NO FUTURO...

FONTE: Acorda Cidade, TRIBUNA DA BAHIA.

O preservativo se ajustaria facilmente ao formato do membro sexual masculino.

Uma estudante quer revolucionar o mercado do sexo com um produto inovador: um spray que substitui o uso da camisinha. Michele Chu é aluna de design do Pratt Institute, em Nova York, nos EUA, e criou o conceito do projeto para a faculdade, mas assegura que ele é viável.
De acordo com informações do Correio, o produto, batizado de Girlplay, cria a proteção a partir da pulverização de látex líquido ao redor do pênis. O preservativo se ajustaria facilmente ao formato do membro sexual masculino.

Ainda segundo o Correio, para acompanhar o produto inovador, Michele criou o conceito de outros itens. "Os preservativos são apenas um componente do 'Kit Amantes', focado em mulheres corajosas e ousadas que querem mudar toda a experiência de fazer amor", ressaltou. Ela está em busca de empresas e cientistas que comprem sua ideia para desenvolver os produtos.

CONVENÇÃO DE CONTABILIDADE ACONTECE EM CONQUISTA DE 26 A 28 DE AGOSTO...

FONTE: Priscila Natividade (priscila.oliveira@redebahia.com.br), CORREIO DA BAHIA.
Congressistas e participantes terão direito a 50% de desconto no valor do ingresso para a pista do Festival de Inverno da Bahia.
A Rede Bahia está apoiando a 12ª edição da Convenção de Contabilidade da Bahia, que acontecerá no município de Vitória da Conquista, promovida pelo Conselho Regional de Contabilidade. Entre os dias 26 a 28 de agosto, estudantes, contadores e especialistas em tributação irão se reunir no Centro de Convenções Divaldo Franco para discutir o tema Ciência Geradora da Saúde Empresarial e Governamental.

“O tema é oportuno para chamar a atenção e discutir os assuntos inerentes à contabilidade na área tributária, governamental e empresarial”, afirmou em visita à Rede ontem, o presidente do Conselho Regional de Contabilidade, Wellington do Carmo Cruz. Entre os destaques do evento está a palestra sobre o SPED – o sistema público de escrituração contábil, entre outros debates.

Congressistas e participantes terão direito a 50% de desconto no valor do ingresso para a pista do Festival de Inverno da Bahia, que acontece em Vitória da Conquista, no último dia da convenção. “A parceria é de uma importância ímpar para gente, visto a abrangência da Rede Bahia. É um parceiro de primeira ordem.

As inscrições podem ser feitas no site eventos.crcba.org.br

ANVISA QUER QUE RÓTULO DE ALIMENTOS INFORME ALTO TEOR DE SAL, GORDURA E AÇÚCAR...

FONTE: , Em Brasília (noticias.uol.com.br).

O novo presidente da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), Jarbas Barbosa, defende mudanças na embalagem dos alimentos, para tornar mais fácil a identificação de produtos com alto teor de sal, açúcar ou gordura. Ele avalia que rótulos atualmente em uso no país não trazem as informações necessárias para que consumidores façam suas escolhas de forma consciente.

"O problema da rotulagem é importante porque torna claro para o consumidor o que ele está comprando", afirmou o sanitarista ao Estado, na sua primeira entrevista à frente do órgão.

O consumo excessivo de açúcar, sal e gorduras é considerado fator de risco para doenças como diabete, hipertensão e obesidade, três problemas de saúde que afetam parcela significativa de brasileiros.

Dados do Vigitel, inquérito feito por telefone entre moradores de capitais, mostra que um quarto da população é hipertensa e metade está acima do peso. Para evitar a expansão das doenças crônicas, responsável por cerca de 72% das mortes no país, o Ministério da Saúde recomenda a adoção de uma dieta rica em frutas e verduras e com quantidades moderadas dos três elementos.

Barbosa considera, no entanto, que muitas vezes a recomendação do ministério não tem como ser colocada em prática, em parte, por falta de clareza nos rótulos. O diretor observa que várias alternativas estão sendo propostas no cenário internacional. "Precisamos aperfeiçoar nossas regras. Mas isso deve ser feito por meio de um amplo debate. Não se trata de proibir nada", afirmou o sanitarista, que está há uma semana no cargo.

Polêmica.

A agência aposta num amplo debate sobre rotulagem para minar resistências na indústria alimentícia. Barbosa se mostra cuidadoso para evitar polêmicas como as que ocorreram com a proibição de inibidores de apetite. "Não estava na Anvisa na época. Mas avalio que poderia ter sido construído um consenso em torno da norma. Às vezes, é melhor atrasar dois meses e aprofundar a discussão. Mais do que formalidade, a norma ganha legitimidade."

A proibição da produção e venda de inibidores de apetite foi determinada pela Anvisa em 2011, em meio a grande polêmica. O assunto, no entanto, continua sendo debatido. Um projeto de lei em tramitação no Congresso propõe a volta dos produtos para o mercado, anulando os efeitos da regulação da agência. Embora critique a forma como a proibição se deu, Barbosa disse estar convicto de que a medida era acertada.

Sua meta, agora, é iniciar uma aproximação com o Congresso. Na próxima semana, ele vai à Câmara e ao Senado para apresentar o relatório anual da agência, uma oportunidade também para tentar convencer parlamentares sobre a importância da manutenção da proibição.

O argumento usado é que uma eventual mudança afetaria não apenas a Anvisa. "Fragilizaria o País se outros países começarem a ver que toda atividade regulatória pode ser mudada do dia para a noite com ato do Legislativo", disse. "Toda norma tem de ser baseada na evidência científica mais forte disponível, nas melhores práticas internacionais. E a gente tem de ouvir. Nós não somos um guardião em nome da sociedade, que regula sem ouvir."

Cigarros.

A aproximação será feita também no Judiciário. O primeiro passo será pedir ao Supremo Tribunal Federal (STF) maior rapidez na votação de uma ação de declaração de inconstitucionalidade sobre uma resolução da Anvisa que proíbe o uso de aditivos em cigarros, como chocolate e baunilha.

Para especialistas em prevenção do tabagismo, a estratégia da indústria de acrescentar aromas e sabores tem como meta apenas ampliar a experimentação do cigarro entre jovens. "A legislação que criou a Anvisa e decretos dão autoridade para que ela possa regular o assunto. Não há dúvida de que a Anvisa vai ganhar", avaliou.

O inconformismo com decisões da agência, como o apresentado pela indústria do tabaco, na avaliação de Barbosa, é cada vez menos comum. "Todos os outros setores regulados, sem exceção, começam a enxergar mais claramente que há uma autoridade regulatória nacional forte, respeitada, reconhecida internacionalmente, é um passo fundamental", disse.

Como exemplo, ele cita a decisão da União Europeia de reconhecer que padrões regulatórios brasileiros são equivalentes aos emitidos pelos países do grupo para produtores de matéria-prima de medicamentos. "Com isso, 35 produtores vão ter menos burocracia para vender produto para a União Europeia."


*** As informações são do jornal "O Estado de S. Paulo".

METADE DAS MULHERES ENGORDA E GANHA BARRIGA DEPOIS DA FASE DA MENOPAUSA...

FONTE: Ansa, TRIBUNA DA BAHIA.

Ganho de peso e aumento da circunferência da barriga favorecem o surgimento de diabetes e doenças cardiovasculares; saiba como evitar isso comendo certo.


Com a menopausa, uma a cada duas mulheres aumenta 600 gramas do peso corporal por ano. Os quilos a mais, no entanto, não se depositam de forma homogênea no corpo, mas se concentram na cintura, que cresce até 5,5 centímetros, provocando doenças cardiovasculares e diabetes. A explicação é da médica Rossella Nappi, professora de ginecologia e obstetrícia da Policlínica San Matteo di Pavia, na Itália.

"Contra esses riscos, a dieta deve prever muitas fibras, mas também especiarias como a cúrcuma e sálvia, ou alimentos funcionais, porque eles agem também no metabolismo", aconselha a especialista.

O aumento da sensação de fome devido às mudanças hormonais e aos altos e baixos do humor, juntamente com uma menor atividade física, fazem com que o comportamento alimentar na menopausa seja predominantemente de lanchinhos frequentes e comidas calóricas.

"Mas a gordura que vai prejudicar é a gordura ruim. Não é um problema puramente estético, como muitos dizem, mas também cardiovascular. Provoca, de fato, a resistência à insulina, que precede o diabetes, o infarto e o acidente vascular cerebral (com diminuição da função cerebral) e também os tumores", alerta a médica.

A dieta adequada para essa fase da vida não deve prever somente o controle das calorias, mas a quantidade correta de alimentos.

"Deve se basear na absorção de nutrientes, com o uso de massas e pães grano duro e de cereais integrais. Graças às fibras é possível conseguir um aporte calórico reduzido e modificar o modo com que se queima as gorduras e o açúcar, diminuindo também os picos de insulina no organismo".

Uma outra categoria de alimento funcional são as especiarias, que permitem usar menos sal, um ingrediente que, em excesso na alimentação, provoca retenção de líquidos, aumento da pressão arterial e acúmulo de peso.

"A cúrcuma é um antiinflamatório que ajuda muito na menopausa, pois a gordura da barriga favorece o processo inflamatório que pode provocar tumores", diz Nappi. 

A alimentação pode, até certo ponto, substituir as terapias hormonais contra os sintomas da menopausa, um pesadelos para algumas mulheres.

"Por exemplo, a sálvia e o tofu são ricos em fitoestrógenos que agem nas ondas de calor, algo de que três a cada quatro mulheres reclamam. Além disso, os polifenóis do cacau têm uma ação benéfica sobre a microcirculação e, graças à presença de serotonina, também agem sobre o controle do humor", conclui. 

90% DOS BRASILEIROS TÊM MEDO DO ENVELHECIMENTO, DIZ PESQUISA...

FONTE: ***, (noticias.uol.com.br).

São Paulo - Não ter saúde, apresentar limitações físicas e problemas de memória, solidão e preocupações financeiras estão entre os principais receios do brasileiro em relação à velhice, segundo pesquisa feita pelo Instituto Qualibest e encomendada pelo laboratório Pfizer, que constatou que 90% da população tem medo de envelhecer.

As complicações de saúde aparecem no topo das respostas dos 989 entrevistados do País: foram 77%, seguidos de 72% que afirmaram temer as limitações físicas. Os porcentuais mais altos aparecem nos grupos mais jovens entre 18 e 35 anos. Apesar disso, o levantamento mostrou que os cuidados com a saúde passam a ser adotados de forma mais intensa após a faixa dos 51 anos: 58% têm uma alimentação saudável e 41% praticam atividades físicas. Entre as pessoas de 18 a 25 anos, são 39% e 31%, respectivamente. Para 77% dos entrevistados, é nessa faixa etária que as pessoas devem começar a se preocupar com a alimentação.

"Nunca é tarde para começar, mas se a pessoa inserir hábitos saudáveis desde jovem, ganha lá na frente. Talvez os jovens não tenham se conscientizado dessa importância", afirma a gerontologista e coordenadora executiva do Centro Internacional de Informação para o Envelhecimento Saudável (Cies), Andrea Prates.

Há cerca de 15 anos, o professor aposentado Nilson Octaviani, de 68 anos, é praticante de escalada e começou a ter hábitos mais saudáveis. "Quando era jovem, praticava esportes, mas deixei de lado por causa da minha atividade profissional. Estava caminhando para a obesidade, com risco de diabete e colesterol alto quando médicos me recomendaram uma vida mais saudável."

Octaviani diz que isso mudou sua vida. "Estou bem melhor do que antes apesar da idade, que é implacável. Sei que vou ser derrotado pelo tempo, mas vou vender caro a minha derrota."

*** As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.


*** Paula Felix.

CASAIS CONTAM EM APLICATIVO "COMO SEXO NO CASAMENTO REALMENTE É"...

FONTE: iG - O Dia, TRIBUNA DA BAHIA.

Homens e mulheres se queixam de monotonia nas relações enquanto outros usuários confessam aventuras.

                    
É comum ouvir que após o casamento, casais tendem a fazer cada vez menos sexo. É justamente isso que alguns usuários de um aplicativo chamado "Whisper" ("susurro", em tradução literal), estão confessando sobre sua vida sexual. Com a ajuda do anonimato, garantido pelo app, as pessoas expõem detalhes antes "censurados" e compartilham segredos.
As histórias compartilhadas vão desde dos que não suportam mais nem pensar em fazer sexo com o parceiro aos que suplicariam para que as relações fossem mais frequentes, que são a maioria. "Não faço sexo com a minha esposa desde que nosso filho nasceu. Ele acaba de fazer 2 anos", publicou um homem no aplicativo, que também está disponível no Brasil.
Não são apenas homens que usam o aplicativo, algumas mulheres contam como os maridos estão cada vez mais relutantes. "Pedi ao meu marido que fosse um pouco mais ríspido comigo durante o sexo. Ele parou e teve um pequeno ataque de pânico. Esse é o meu empolgante casamento", ironizou uma usuária do app.
Uma das mulheres revelou que o marido preferiu ver um filme enquanto ela aguardava de lingerie e nunca se sentiu tão rejeitada. Outra conta que quer estar com o marido sempre, mas ele nunca quer sexo. "Poderia ter outro, mas essa não sou eu", disse.

Alguns usuários contam que apesar das relações regulares, tudo se tornou monótono. "Minha mulher e eu temos que marcar datas para fazer sexo", revelou um deles. Já outros casais revelam suas aventuras para não deixar a relação entediante. "Deixo meu marido fazer sexo com outras poque me excita", revelou uma mulher.