terça-feira, 23 de maio de 2017

DIA 1º DE JUNHO SERÁ SEM IMPOSTOS PARA O CONSUMIDOR...

FONTE: Gabriele Galvão, TRIBUNA DA BAHIA.


Enquanto nos Estados Unidos trabalha-se 94 dias para se pagar impostos, no Brasil se chega a 151 dias. É o que vai mostrar a CDL de Salvador, no próximo dia 1º de junho.

Enquanto nos Estados Unidos trabalha-se 94 dias para se pagar impostos, no Brasil se chega a 151 dias. É o que vai mostrar a CDL de Salvador, no próximo dia 1º de junho, na 10ª edição do Dia da Liberdade de Impostos. Além da campanha de conscientização sobre a excessiva carga tributária que recai sobre a população, o público poderá adquirir produtos sem o valor do imposto - os lojistas irão disponibilizar descontos com o percentual igual ao imposto pago no item.
A programação inclui ações no Shopping Barra, com totens, porta de elevador, panfletagem nas cancelas e no interior do shopping. Segundo o, presidente da CDL Jovem de Salvador, Alberto Filho, o objetivo é chamar a atenção da sociedade para pressionar as classes políticas e o Estado para a aplicação correta dos impostos em benefício para toda a sociedade.
O empresário Ricardo Mendes disse que, os impostos são importantes, no entanto, o governo precisa investir o repasse em serviços públicos mais qualificados. “É surreal, pagarmos impostos de primeiro mundo e termos serviços como saúde, segurança, educação e transporte, de terceiro mundo. Se somos obrigados a pagar impostos exorbitantes, que o Governo aplique melhor o dinheiro recebido”, afirmou.
Alberto Filho observou, que no Dia da Liberdade de Impostos o consumidor ficará informado do quanto se paga de tributos em tudo que adquirimos. “Ao comprar o produto com desconto, o consumidor reflete de como aquele valor do imposto é utilizado, e percebe que não corresponde com o que é investido nas escolas, segurança, transporte, saúde e saneamento básico para toda população, por isso esperamos causar grande impacto com o público baiano por meio da ação”, afirmou.

Ele ressaltou que, “em 2017, os brasileiros terão de trabalhar 151 dias somente para pagar os tributos exigidos pelos governos federal, estadual e municipal. É importante que a população esteja alerta para saber para onde vai esse dinheiro”. A ação acontecerá, simultaneamente, nas capitais do Amazonas, Amapá, Bahia, Ceará, Distrito Federal, Espírito Santo, Goiás, Minas Gerais, Pernambuco, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul e Santa Catarina. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário